Conselho define tabela da Série B, descarta paralisação para a Copa-2018 e promove cotas igualitárias

Tabela da segunda divisão nacional é divulgada com clássicos regionais já na quarta rodada; Paralisação para a Copa do Mundo na Rússia é descartada

Conselho define tabela da Série B, descarta paralisação para a Copa-2018 e promove cotas igualitárias
CBF e clubes definem tabela da Série B de 2018. (Foto: Divulgação/CBF)

Foi realizado nesta terça-feira (6), no Rio de Janeiro, o Conselho Técnico dos times que disputarão o Campeonato Brasileiro da Série B de 2018, um dia depois dos clubes da Série A. Na reunião, que contou com representantes dos 20 clubes da segunda divisão, ficou definido a tabela de jogos da competição que começará no dia 13 de abril e terminará no dia 24 de novembro.

Os destaques na primeira rodada ficaram para a volta do Fortaleza para a Série B depois de oito longos anos. O Leão, comandado por Rogério Ceni, irá estrear contra o Guarani no Castelão e a expectativa é de um bom público. Os primeiros clássicos regionais da Série B acontecerão na quarta rodada com Guarani e Ponte Preta e Goiás e Vila Nova.

Confira os jogos da primeira rodada da Série B 2018:

 - Ponte Preta x Paysandu

 - Oeste x CRB

 - Brasil de Pelotas x São Bento

 - Figueirense x Juventude

 -Fortaleza x Guarani

 - Vila Nova x Avaí

 - Atlético-GO x Criciúma

 - CSA x Goiás

 - Londrina x Boa Esporte

 - Sampaio Corrêa x Coritiba

As datas desses confrontos acontecerão no dia 13 ou 14 de abril.

Série B não irá parar na Copa do Mundo

Outra pauta discutida e definida foi a da paralisação da Série B para a Copa do Mundo na Rússia, que acontecerá do dia 14 de junho até o dia 15 de julho. A decisão da CBF foi mantida e a competição não irá ser paralisada na época do principal torneio do futebol mundial.

As rodadas que irão ser disputadas durante o evento na Rússia serão 11ª (12, 15 e 16 de junho), a 12ª (19, 22 e 23 de junho), a 13ª (26, 29 e 30 de junho), a 14ª (3, 6 e 7 de julho) e a 15ª (10, 13 e 14 de julho).

Um dos clubes que votou contra a paralisação da Série B foi o Goiás. O presidente do clube, Marcelo Almeida, disse que se a competição for paralisada, prejudicaria as equipes que estariam brigando na parte de cima da tabela ao "quebrar o ritmo" do elenco. O Atlético-GO e o Vila Nova votaram a favor da paralisação.

Cotas igualitárias da televisão para os clubes da Série B

Foi discutido também sobre as cotas de televisão dadas aos clubes da Série B desse ano e ficou definido que todos os clubes receberão a mesma cota, com exceção de Coritiba e Goiás, que recebem uma quantia maior via contrato com a Rede Globo.

A cota deverá ser de R$ 6 milhões para os clubes, com a intenção de igualar os investimentos de todas as equipes para que a Série B seja mais competitiva.