Vila Nova sai atrás no placar, mas arranca empate do Iporá e segue invicto no Campeonato Goiano

Tigrão não conseguiu os três pontos, mas evitou a derrota com gol de pênalti de Keké e segue invicto na temporada de 2018

Vila Nova sai atrás no placar, mas arranca empate do Iporá e segue invicto no Campeonato Goiano
Vila Nova e Iporá ficam no empate no estádio Ferreirão. (Foto: Divulgação/Vila Nova F.C)
Iporá
1 1
Vila Nova
Iporá: Cleriston; André Krobel, Helder, Diego Rosa e Danilo; Wesly, Adrian, Júnior Capixaba, Elias e Rodrigo Alves; Júnior Brandão. Técnico: Everton Goiano
Vila Nova: Mateus Pasinato; Maguinho, Alisson Brand, Diego Giaretta e Heitor; Baltazar, Alaor, Vinícius Leite e Ryan; Keké e Phillipe. Técnico: Hemerson Maria
Placar: 1x0 - Elias (3'min - 1º tempo) 1x1 - Keké (48'min - 1º tempo)
ÁRBITRO: Roberto Giovanny (GO) apitou a partida, auxiliado por Márcio Soares (GO) e Joaquim André (GO)
INCIDENCIAS: 7ª rodada do Campeonato Goiano de 2018; A partida foi realizada ás 16h30 (Horário de Brasília), no estádio Ferreirão, em Iporá (GO)

Faltaram os três pontos, mas com um time reserva, ficou de bom tamanho. O Vila Nova enfrentou o Iporá nesse sábado (10) no estádio Ferreirão e saiu com um empate em 1 a 1, resultado que o manteve na liderança do Grupo B do Goianão e a invencibilidade do time colorado na temporada.

O Vila segue na 1ª colocação do Grupo B, agora com 13 pontos conquistados. São três vitórias e quatro empates em sete jogos disputados. O Iporá se mantém na 3ª colocação do Grupo A, agora com 10 pontos, duas vitórias, quatro empates e uma derrota.

O próximo jogo do Lobo Guará na competição será contra o Grêmio Anápolis, na quinta-feira (15), ás 20h30, no estádio Jonas Duarte. O Vila Nova também entra em campo na quinta-feira (15), ás 19h30, contra a Anapolina, no estádio Serra Dourada.

Iporá larga na frente, mas Vila consegue empate com pênalti

A partida começou com o Lobo Guará dominando as principais ações do jogo. Logo aos três minutos, após cobrança de escanteio, o meia Elias escorou de cabeça e mandou a bola para dentro do gol. Ela ainda bateu na trave antes de entrar e fazer o primeiro do Iporá no jogo: 1x0.

Depois do gol do time da casa, o jogo passou a ficar de igual pra igual, com chances para os dois lados. O Vila movimentava a bola no ataque e não tinha medo de sair para o jogo, mesmo com os reservas em campo. O goleiro Cleriston, do Iporá, ia se virando do jeito que podia.

Mas nos acréscimos do primeiro tempo, a bola bateu na mão de Wesly após cobrança de falta e o juiz marcou pênalti para o Vila Nova, o que revoltou os jogadores do Iporá, que alegaram uma falta no lance, mas o árbitro Roberto Giovanny não deu ouvidos e marcou a penalidade.

O atacante Keké foi para a cobrança e bateu alto, no meio do gol, enquanto Cleriston caiu para o canto direito e só assistiu a bola entrar no fundo das redes: 1x1. O primeiro tempo terminou empatado.

Vila melhora no segundo tempo, mas para nas defesas de Cleriston

A etapa final veio com o Vila Nova sendo mais incisivo no ataque e buscando o gol da vitória. Logo no início, a defesa do Iporá falhou feio e Vinícius Leite criou boa chance de ampliar o marcador, mas o goleiro Cleriston evitou a virada no estádio Ferreirão.

A pressão colorada continuou e Keké, autor do gol do Vila Nova, passou a articular mais as jogadas de ataque, mas sempre parando na defesa do Iporá, que demonstrava muitas dificuldades em armar um contra-ataque para surpreender o Tigrão. A partida seguiu assim até o final.

Nos minutos finais, o Vila Nova ainda criou uma nova chance com Maguinho fazendo uma boa jogada individual, mas a bola foi fraca nas mãos do goleiro Cleriston. O juiz terminou a partida e os dois times ganharam um ponto cada.