Tomas Bastos perde pênalti no fim e Atlético-GO fica no empate sem gols com a Aparecidense

Dragão deixa escapar chance de vitória fora de casa e segue próximo da zona de rebaixamento do Campeonato Goiano

Tomas Bastos perde pênalti no fim e Atlético-GO fica no empate sem gols com a Aparecidense
Dragão perde pênalti e segue sem vencer fora de casa na temporada.
Aparecidense
0 0
Atlético-GO
Aparecidense: Busatto; Everton, Filipe Costa, Mirita e Gleidson; Wagner (Klécio), Thiago Ulisses, Alex Henrique (Gilvan) e Uederson; Gustavo Ramos (Kaio Wilker) e Nonato. Técnico: Márcio Azevedo
Atlético-GO: Kléver; Diego Valderrama (Lucas Rocha), William Alves, Rene e Bruno Santos; Rodrigo, Diego Silva, Julio César e Tomas Bastos; Cristhyan (Wesley Natã) e Elder Santana (Tito). Técnico: Cláudio Tencati
ÁRBITRO: Elmo Resende (GO) apitou a partida, auxiliado por Alexandre Amaral (GO) e Adriano Mendes (GO)
INCIDENCIAS: 8ª rodada do Campeonato Goiano de 2018; A partida foi realizada ás 20h30 (Horário de Brasília) no estádio Aníbal Batista Toledo, em Aparecida de Goiânia (GO)

A má fase continua no Atlético-GO. Em um jogo disputado contra a Aparecidense, o Dragão ficou no empate sem gols atuando fora de casa e perdendo uma penalidade no último lance da partida, o que o manteve ainda próximo da zona de rebaixamento do Campeonato Goiano de 2018.

Com o resultado, o Atlético segue na 4ª colocação do Grupo A com 8 pontos ganhos. Em oito jogos, o Dragão tem apenas uma vitória, com cinco empates e duas derrotas. A Aparecidense se mantém na 2ª colocação do Grupo B com 12 pontos ganhos.

O próximo jogo da equipe atleticana será contra o Anápolis, no próximo sábado (17), ás 17h, no estádio Jonas Duarte. A Aparecidense jogará no domingo (18), ás 16h, contra a Anapolina, no estádio Aníbal Batista Toledo.

Jogo sem muitas chances na primeira etapa

A partida começou muito parelha no estádio Aníbal Toledo. A Aparecidense queria aproveitar para se recuperar da derrota para o Goiás na última rodada, enquanto o Atlético, queria continuar reagindo no estadual. A primeira chance foi do Camaleão, com Thiago Ulisses cruzando para Nonato, que finalizou pra fora.

O jogo seguiu muito disputado no meio de campo e os times começaram a fazer faltas em campo. Gleidson, da Aparecidense, e Tomas Bastos, foram amarelados. O Dragão mostrava muitas dificuldades para chegar com perigo ao gol de Busatto.

A partida seguiu na disputa e com as duas equipes com muita dificuldades para criar. A Aparecidense tentava jogar nos contra-ataques com Gustavo Ramos, mas sem sucesso, sempre parando na defesa atleticana. O primeiro tempo terminou sem gols em Aparecida de Goiânia.

Segundo tempo melhora e Dragão perde pênalti

A etapa final começou a ficar boa no Aníbal Toledo. O Atlético buscou as primeiras oportunidades. Tomas Bastos cobrou falta, a bola desviou na barreira e quase enganou o goleiro Busatto. Depois, Bruno Santos recebeu ótima chance pela lateral e finalizou forte, mas pra fora.

A Aparecidense não se rendia e também buscava os gols. Nonato cabeceou após cobrança de falta e também mandou perto da meta de Kléver. Thiago Ulisses também teve a oportunidade e goleiro atleticano defendeu, evitando o gol.

O Atlético chegou em mais uma oportunidade com Tomas Bastos, que em nova cobrança de falta, mandou em cima do goleiro Busatto. Os dois times passaram a fazer substituição na partida, desesperados para abrirem o placar. 

O atacante Tito teve uma boa chance de marcar. Ele recebeu passe em velocidade em contra-ataque, mas o chute foi por cima do gol de Busatto. O jogo ia se caminhando para o fim, até que veio a grande chance do Dragão abrir o placar. A bola bateu na mão de Mirita dentro da área e o juiz marcou pênalti.

A chance do gol foi para Tomas Bastos, mas quando a fase ruim, nada ajuda. O goleiro Busatto defendeu o pênalti para a Aparecidense e evitou que o time atleticano saísse com a vitória em Aparecida. Após isso, o árbitro apitou o fim do jogo.