Reforços na lateral esquerda do América-MG deixam elenco mais encorpado

Gilson e Bruno Teles, ambos com 30 anos, chegam para suprir uma carência na lateral esquerda, que conta apenas com Danilo

Reforços na lateral esquerda do América-MG deixam elenco mais encorpado
Foto: Guilherme Dorigatti/Ponte Press

O lateral-esquerdo Gilson está próximo de retornar ao América-MG, conforme um dos presidentes do Conselho de Administração do clube, Alencar da Silveira Jr., declarou ao site Superesportes. O jogador, que se desligou da Ponte Preta, na última semana, acerta os últimos detalhes para retornar ao Coelho.

"Estamos conversando com ele, só acabando de acertar. É um jogador que interessa, que a torcida gosta e que pode somar. Passou pelo crivo do nosso treinador, que gosta do jogador", declarou.

Gilson tem outras duas passagens pelo América, todas elas rendendo carinhos e admiração por parte da torcida americana. O lateral-esquerdo foi comprado pelo Cruzeiro, ao final da primeira aparição no Coelho. Sem se acertar no time celeste, um empréstimo foi concedido ao alviverde. O jogador estava na Ponte Preta desde a última temporada, mas não se acertou com a camisa da Macaca. 

O lateral-esquerdo sempre esteve na pauta de reforços do América. No entanto, a questão salarial, aliado a liberação do clube ao qual Gilson era funcionário, esbarrava qualquer negociação. Sem vínculo com algum outro time, o jogador de 30 anos está livre para assinar com o Coelho. 

Bruno Teles também reforçará o América-MG

Treinando no América-MG há alguns dias, o lateral-esquerdo Bruno Teles, de 30 anos, deve ser anunciado nas próximas horas como novo reforço do Coelho. O jogador passou nos exames médicos e está pronto para assinar contrato. 

Foto: Krylia Sovetov/Divulgação

O técnico Sergio Vieira gostou dos jogadores que foram apresentados, não apenas pela qualidade técnica, mas também visando encorpar a lateral-esquerda, que conta apenas com Danilo para a posição. 

"Em relação a esses dois jogadores, o que eu posso dizer é que são jogadores que tem qualidade, e foram bem avaliados por pessoas que tem conhecimentos profundos em jogadores. Contrario aquilo que vai em algumas imprensas, que valoriza mais aquilo que o jogador fez nos últimos meses pelo Mogi Mirim, a gente tem que valorizar que é um jogador que teve base de um clube grande, o Grêmio", destacou.

"É um jogador que jogou vários meses na Europa, foi transferido para a Rússia por um milhão de euros. É um jogador que tem boa estrutura, alto para a posição que ocupa e é um jogador que vem para agregar, para ajudar. Foi ponderado, analisado, por todas as pessoas que realmente estão envolvidas neste processo de avaliação de atletas para chegarem", ressaltou.