Volante Pablo lamenta gols sofridos pelo América-MG no fim das partidas

Em duas rodadas, defesa americana foi vazada após os 45 minutos, acarretando em prejuízos marcantes na luta contra a queda para a Série B

Volante Pablo lamenta gols sofridos pelo América-MG no fim das partidas
Volante Pablo lamenta gols sofridos pelo América-MG no fim das partidas

Os últimos minutos das partidas tem sido decisivos para o América-MG na luta contra o rebaixamento. Das últimas quatro atuações americanas, três tiveram gols após os 45 minutos. Contra o Santos, o gol trouxe a vitória. Já ante Sport e Chapecoense, os gols sofridos resultaram em perda de pontos significativos. Pablo, volante do Coelho, sabe que foram resultados são ruins, mas afirma que não adianta remoer o que passou. O jogador ressalta que é preciso trabalhar em cima dos erros para que estes não se repitam.

“O jogo só acaba quando o juiz apita e nós temos que levar isso ao pé da letra. Os gols que a gente tomou no finalzinho são duros, tristes. Mas os pontos que nós perdemos não voltam mais. Não adianta ficar olhando para o jogo contra a Chapecoense e pensar: ‘se eu poderia ter evitado, ou marcado alguma coisa’, porque isso não volta mais. O que podemos é ver o que fizemos de errado e não deixar que aconteça novamente nas próximas partidas. Estamos levando isso ao pé da letra, porque esses pontos perdidos estão nos custando muito”, ponderou.

O próximo jogo do América é contra o Vitória, em Salvador, às 18h30 de domingo (28). Sendo a equipe americana um visitante que todo mundo gosta (aquele que não traz incômodo), Pablo espera que o confronto contra o rubro-negro baiano traga uma mudança nesta situação. Vencer fora de casa é fundamental, ainda mais em um confronto direto. O volante afirma também que o resultado positivo fora de casa serviria como uma injeção de ânimo na equipe.

“Temos que encontrar uma forma de vencer fora, porque já se passaram muitos jogos e ainda não conseguimos ganhar nenhum fora. Isso já é bem pesado, então temos que encontrar alguma forma. Já passamos por tanta coisa e a situação está ficando cada vez mais crítica, porque os jogos estão afunilando. Então temos que encontrar uma maneira de vencer no campeonato, o que será, com certeza, um grande passo para conseguimos retomar a confiança”, declarou.