Enderson Moreira sinaliza time do América-MG contra Coritiba

Com sequência de quatro jogos sem perder, América tentará caminhada positiva contra o Coritiba, no Paraná

Enderson Moreira sinaliza time do América-MG contra Coritiba
Divulgação / América-MG

Buscando vencer fora de casa, o técnico Enderson Moreira teve toda a semana para trabalhar o time que enfrentará o Coritiba, nesta segunda-feira (3), às 21h, no Estádio Couto Pereira. Para formar o time, o treinador pode sofrer uma importante baixa: o meia Matheusinho.

O jogador, que renovou seu contrato com o Coelho por mais cinco temporadas, se recupera de uma pancada no ombro após uma queda e está sendo acompanhado pelo departamento médico. Mesmo em observação, Enderson acredita que poderá contar com Matheusinho.

"O Matheus ontem, no treinamento, acabou sentindo uma pancada no ombro. Ele vai fazer hoje à tarde um exame para ver, e estamos aguardando para saber se ele terá condições de participar. Se tiver essas condições, ele vai participar normalmente. A gente ainda tem praticamente três dias até o jogo e acreditamos que ele possa se recuperar até lá. Temos que esperar esse resultado do exame para termos certeza se podemos contar com ele ou não", declarou.

Caso Matheusinho não reúna condições de jogo, Tony deverá ficar com a vaga. O meia voltou a jogar na partida contra o Botafogo. O técnico Enderson Moreira ainda ganhou as voltas do goleiro João Ricardo, e do lateral-esquerdo Gilson. Os dois estavam lesionados e o último. Pablo também entrará no time no lugar de Juninho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Sobre o time do Coritiba, Enderson Moreira elogiou o time treinado por Paulo Cesar Carpegiani, e que conseguiu um bela classificado para as quartas de final da Copa Sul-Americana frente ao Belgrano-ARG.

"São atletas profissionais, acostumados com essa maratona de jogos. Um ou outro atleta se desgasta mais. O elenco do Coritiba é de qualidade, e o Carpegiani tem boas opções. É um elenco bem montado, bem preparado, tem jogado bem. Um dos jogos mais difíceis que a gente tem pela frente. Vamos jogar fora de casa, com uma equipe que está emocionalmente bem motivada. Até nesse aspecto, em função de uma classificação pouco provável, isso, com certeza, faz com que eles tenham ainda mais confiança", finalizou.