Enderson analisa final de ano do América-MG e projeta 2017 com 'outra equipe'

Mesmo praticamente rebaixado, treinador do Coelho espera dificultar a vida dos próximos adversários no Brasileirão; comandante indica reformulação na equipe para a próxima temporada

Enderson analisa final de ano do América-MG e projeta 2017 com 'outra equipe'
Foto: Divulgação/América-MG

O América-MG sofreu sua 20º derrota no Campeonato Brasileiro, para o Corinthians, neste domingo (16), e viu sua situação na competição ficar ainda mais complicada. Com apenas 21 pontos e na lanterna do torneio, os mineiros jogam para a ponta do lápis uma conta quase impossível para permanecerem na elite do Brasileirão, onde precisariam vencer os próximos sete confrontos e torcer por resultados de outras equipes.

Mesmo com o rebaixamento praticamente efetivado no Brasileirão, o técnico Enderson Moreira comentou que espera que seus comandados encarem o restante da competição nacional com seriedade, oferecendo dificuldade aos adversários. Ciente do que reserva a temporada 2016 para o América, o treinador também já começou  a projetar os trabalhos do próximo ano.

Nós temos um campeonato ainda, e restam sete jogos. A questão do rebaixamento é uma coisa que nós sabíamos da dificuldade. Vamos continuar com nosso objetivo claro de poder vencer jogos, de criar dificuldades para os adversários. Buscar vitórias para que a gente possa terminar essa passagem, e termos condições de fazer outra equipe em 2017, apoiado sempre no que a Direção nos proporcionar”, disse o treinador.

O placar de 2 a 0 dos paulistas foi todo construído no primeiro tempo, cuja atuação do América não foi boa. Já para a etapa final, a equipe mudou a postura, conseguiu segurar o placar, mas não evitar a derrota. Sobre a mudança de comportamento de um tempo para o outro, o comandante do Coelho analisou como os primeiros 45 minutos decretaram a derrota de seu time.

Fizemos um primeiro tempo muito abaixo do que a gente costuma fazer, uma situação até muito parecida com a do jogo contra o Coritiba, na minha concepção. No segundo tempo, foi diferente, porque nós conversamos, chamamos atenção de algumas coisas, e a postura já foi outra. Não apenas por não tomarmos gol, mas principalmente pela atitude competitiva, de disputa e de tentar ter um pouco mais de tranquilidade com a bola. Acho que o segundo tempo ficou mais próximo daquilo que costumamos fazer”, analisou Enderson.

O treinador comentou ainda como a equipe deixou de aproveitar as chances de gol, e que muitas vezes o castigo pode vir quando o adversário não desperdiça as suas. “Hoje, tivemos pelo menos duas grandes oportunidades de fazer o gol. Chegamos, criamos alguma situação e acabamos não concretizando essa chance em gol. Já o adversário, talvez, tem uma oportunidade e consegue transformar em gol”, apontou Enderson.

O América terá esta semana sem jogos, onde entra em preparação para próximo confronto no Brasileirão, contra o Atlético-PR, que acontece no dia 24 de outubro, segunda-feira, na Arena Independência.