Com dois gols de Tábata, América-MG bate Centro Olímpico e vence primeira no Brasileiro A2

Meia-atacante marca em cada tempo do duelo e garante triunfo mineiro na segunda rodada do campeonato nacional; time americano tem agora sequência contra líder e vice-líder

Com dois gols de Tábata, América-MG bate Centro Olímpico e vence primeira no Brasileiro A2
Foto: MOURÃO PANDA/ALLSPORTS
América-MG
2 0
Centro Olímpico

Depois de estrear com derrota na Série A2 do Campeonato Brasileiro, o América-MG conseguiu seu primeiro triunfo no torneio nacional. Na noite dessa quarta-feira (17), no estádio Mário Ferreira Guimarães, o "Baleião", a equipe alviverde derrotou o Centro Olímpico por 2 a 0, em que ambos os tentos foram marcados pela meia-atacante Tábata. A partida aconteceu pela segunda rodada do Grupo 2.

Com a vitória, o clube mineiro subiu para a terceira colocação, com três pontos, ao passo que o time paulista caiu para a sétima - continua com apenas um ponto. O América vinha de uma derrota para o Caucaia por 3 a 2, no Ceará, enquanto o Centro Olímpico deixava para trás o empate em 1 a 1 com a Portuguesa.

O próximo jogo das mineiras é um confronto direto justamente com a vice-líder Portuguesa, no dia 24 de maio, às 20h, mais uma vez no Baleião. Com quatro pontos conquistados, a Lusa pode dar lugar ao América, que, na rodada seguinte enfrenta o atual líder, Cresspom. Quem entra no caminho do Centro Olímpico na terceira rodada é o Caucaia, em partida que acontece no mesmo dia do duelo em Minas Gerais, mas às 15h.

Tábata construiu o placar para as mineiras (Foto: MOURÃO PANDA/ALLSPORTS)

Tábata marca dois gols e garante vitória mineira

Em casa, o América marcou um gol em cada tempo do duelo e garantiu a vitória em seus domínios. O nome do jogo para as mandantes foi Tábata, que anotou os dois tentos.

Aos 37 minutos da etapa inicial, uma lesão no clube paulista demandou o uso da ambulância, que precisou se retirar do Baleião. Após uns minutos parada, a partida reiniciou, uma vez que a ausência do serviço de atendimento inviabiliza a ocorrência do jogo.

No lance que abriu o placar para as mineiras, Dilene recebeu bola na direita e cruzou em profundidade para Tábata, que saiu sozinha de frente para a Anna Clara e tocou no lado esquerdo da meta paulista. "Vi que a goleira deixou o canto esquerdo muito aberto e bati rasteiro", registrou a meia-atacante.

Já na etapa final, Dilene tocou para Bia, que tentou finalizar, mas uma zagueira do Centro Olímpico tomou frente, roubou a bola e recuou para a goleira paulista, Anna Clara, que pegou com a mão. O juiz sinalizou tiro livre indireto e quase todo o time do Centro Olímpico se posicionou na linha do gol para fazer uma barreira, uma vez que a distância necessária para a cobrança da falta não seria atingida (9,15m).

Foto: MOURÃO PANDA/ALLSPORTS

Invalidada a primeira tentativa porque as jogadoras do Centro Olímpico tinham ultrapassado o limite, Tábata cobrou novamente, e a bola saiu alta no fundo das redes paulistas. Dois de Tábata, dois do América, e a primeira vitória no Brasileirão do time alviverde.

Segundo gol do América foi em cobrança de falta de Tábata (Foto: MOURÃO PANDA/ALLSPORTS)

Share on Facebook