Tábata marca dois e garante triunfo do América-MG sobre Centro Olímpico: "Feliz demais"

Equipe mineira chegou à terceira colocação do Grupo 6 com vitória sobre as paulistas

Tábata marca dois e garante triunfo do América-MG sobre Centro Olímpico: "Feliz demais"
Foto: MOURÃO PANDA/ALLSPORTS

O América-MG derrotou o Centro Olímpico por 2 a 0 na noite dessa quarta-feira (17), pela segunda rodada da Série A2 do Campeonato Brasileiro. Alegria coletiva para as mineiras, que conseguiram vencer em casa, mas euforia ainda maior para a meia-atacante Tábata, responsável pelos dois gols do clube mineiro.

Com dois gols de Tábata, América-MG bate Centro Olímpico e vence primeira no Brasileiro A2

A atleta alviverde destacou a satisfação em ter construído todo o placar a favor de seu time. "Estou feliz demais. Primeiramente porque estou voltando de lesão. Estava precisando de 'deixar o meu' e graças a Deus pude ajudar a equipe com os gols. Agora é continuar trabalhando para conseguir o acesso, que é o que almejamos", comentou à VAVEL Brasil.

Tábata sofreu um estiramento muscular na coxa direita e ficou de fora dos gramados por 25 dias. Recuperada, voltou à disponibilidade do técnico alviverde, Victor Alberice, cinco dias antes da estreia da equipe no Brasileirão, diante do Caucaia, que aconteceu no último sábado (13).

Como a primeira fase é curta, em que cada equipe faz sete jogos dentro do seu grupo [são dois], a busca pelo título e o acesso à primeira divisão é uma verdadeira maratona. Terminar entre os dois primeiros do grupo para chegar à fase mata-mata é a meta imediata dos clubes em disputa, e por isso qualquer deslize pode custar muito.

"O grupo está crescendo a cada jogo e estamos muito focadas em buscar nosso objetivo. Apesar de ser o mesmo objetivo que dos demais [times], nós vamos fazer por onde para merecer estar onde queremos", afirmou.

Antes de enfrentar qualquer equipe, estudar o adversário é sempre importante. Mas quando as informações são poucas, ainda mais com o futebol feminino sendo um pouco carente de registros, o jeito é se virar em campo e estar atento ao oponente quando o juiz apita o início da partida, como comentou Tábata.

"É complicado, mas temos uma meta, não temos? Então, como não conhecemos bem o adversário, geralmente 'estudamos' ele nos primeiros 15 minutos de jogo. É o que nos resta. Quando conseguirmos ler o jogo, vamos em busca da nossa meta", explicou.

Em terceiro na tabela de classificação, o América tem pela frente dois confrontos diretos, contra os atuais vice-líder e líder do grupo B. Com a Portuguesa, segunda colocada, as mineiras duelam na próxima quarta-feira (24), às 20h, no Baleião, enfrentando na rodada seguinte o Cresspom, que detém a ponta do grupo. Para Tábata, o clima é de final para o time alviverde.

"Nos dois próximos jogos, faremos como combinamos: todo jogo é final. Porque a cada ponto perdido, o acesso para série A se distancia. 
Vamos entrar dando sempre aquele 110%
", enfatizou.