Com dois gols de Ruy, América-MG derrota Boa Esporte e se mantém no G-4

Com dois gols do meia, o Coelho venceu mais uma partida na Série B; time de Varginha interrompe sequência positiva

Com dois gols de Ruy, América-MG derrota Boa Esporte e se mantém no G-4
Foto: Mourão Panda/América-MG
América-MG
2 0
Boa Esporte
América-MG: João Ricardo, Norberto, Rafael Lima, Messias e Pará; David, Zé Ricardo e Renan Oliveira (Ruy); Matheusinho (Gérson Magrão), Luan (Neto Moura) e Bill. Técnico: Enderson Moreira.
Boa Esporte: Daniel Luiz; Ruan, Caique, Júlio Santos e Paulinho; Escobar (Geandro) , Diones e Fellipe Mateus; Thaciano, Reis (Fabrício) e Wesley (Casagrande). Técnico: Nedo Xavier.
Placar: 1-0, min. 42, Ruy e 2-0, min. 56, Ruy.
ÁRBITRO: Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS/CBF). Assistentes: Lucio Beiersdorf Flor (RS/CBF) e Leirson Peng Martins (RS/CBF).
INCIDENCIAS: 13ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG). Data e horário: 11 de julho (terça-feira), às 20h30.

Em confronto mineiro no Independência, o América-MG recebeu o Boa Esporte e derrotou a equipe de Varginha por 2 a 0. Os dois gols da partida foram marcados pelo meia Ruy, um em cada tempo. A partida valeu pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B

Sem perder há sete rodadas, o Coelho segue em terceiro lugar na classificação com 23 pontos e tem a melhor defesa do campeonato juntamente com o líder, Juventude, com oito sofridos em 13 jogos. A cada jogo, o time mineiro se destaca com um forte concorrente ao acesso para a Primeira Divisão nacional.

Por sua vez, o Boa Esporte seguia em ascensão na Série B. A equipe boveta não perdia há cinco jogos - três vitórias e dois empates - entre eles, um triunfo sobre o Internacional, em pleno Beira-Rio. A derrota para o América não deverá declinar com a estima dos jogadores em realizar uma boa campanha no Brasileirão. 

O América-MG tentará manter o bom momento diante do Guarani, sábado (15), no Independência, às 16h30. Uma vitória americana colocará o Coelho na vice-liderança da Série B. Já o Boa Esporte buscará a reação contra o Londrina, no mesmo dia, só que ás 19h, no Estádio do Café

Partida começa igual, mas América sai na frente

Nos primeiros minutos da partida, os dois times realizavam um jogo muito igual. Marcação forte e adiantada para aproveitar o erro do adversário. Aos 14 minutos, o Boa Esporte conseguiu sua primeira chance de gol após uma falha do volante Zé Ricardo, que Wesley aproveitpao driblar o zagueiro Messias e finalizou a meta. O goleiro João Ricardo operou boa defesa.

Perdendo o meio-campo, a situação parecia se complicar após o meia Renan Oliveira se lesionar e sair de campo, dando lugar a Ruy. O que aparentava ser algo ruim transformou-se em benefício com a entrada do camisa 21. Com mais velocidade e movimentação, o América igualou as condições de jogo até conseguir se ser superior. 

Após perder oportunidades com Luan e Matheusinho, o América abriu o placar aos 42 minutos com Ruy. O meia recebeu a bola na intermediária e arriscou um chute. A bola foi no ângulo esquerdo de Daniel Luiz, abrindo o placar no Independência.

América-MG segue superior, amplia o placar e controla a partida

Diferente do primeiro tempo, o América-MG retornou para a segunda etapa melhor que o Boa Esporte. No primeiro minuto, perdeu uma grande oportunidade com Pará, que chutou a bola em cima do goleiro Daniel Luiz depois de uma boa tabela com o centroavante Bill. 

A superioridade americana se confirmou novamente aos 11 minutos, novamente com Ruy. O meia recebeu na intermediária, arriscou outro chute, e ampliou o marcador no Independência: 2 a 0.

Além de estar perdendo, a situação do Boa Esporte se complicou com a expulsão do goleiro Daniel Luiz. O camisa 1 vacilou na frente do centroavante Bill, que tomou a bola e estava pronto para fazer o terceiro gol. Daniel fez falta no atacante e foi expulso pelo árbitro da partida Daniel Nobre Bins. Reis foi sacrificado e deixou o campo para a entrada do goleiro reserva Fabrício.

No decorrer do jogo, Enderson Moreira ainda processou a entradas de Gerson Magrão e Neto Moura nos lugares de Matheusinho e Luan, para dar consistência ao meio-campo americano. Sem ter muito que fazer, o Boa Esporte parecia certo de sua condição na partida e aceitou o resultado que se estendeu até o fim. 

América-MG