América-MG e Guarani medem forças no Horto em jogo pela liderança da Série B

Mineiros e paulistas torcem por um tropeço do líder Juventude para alcançar o topo do campeonato

América-MG e Guarani medem forças no Horto em jogo pela liderança da Série B
Foto: Daniel Hott/América-MG
América-MG
Guarani
América-MG: João Ricardo; Norberto, Rafael Lima, Messias, Gerson Magrão; Ernandes, Zé Ricardo, Ruy; Matheusinho (Hugo Cabral), Bill, Luan. Técnico: Enderson Moreira.
Guarani: Leandro Santos; Lenon, Diego Jussani, Willian Rocha, Salomão; Evandro, Auremir; Caíque (Juninho), Luiz Fernando, Claudinho; Rafael Silva (Caíque). Técnico: Oswaldo Alvarez.
ÁRBITRO: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS), auxiliado por Lucio Beiersdorf Flor (RS) e Leirson Peng Martins (RS).
INCIDENCIAS: Partida válida pela 14ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, a ser realizada na Arena Independência, em Belo Horizonte/MG.

O bom momento do terceiro colocado da Série B do Campeonato Brasileiro, América-MG, pode ser coroado com a vice-liderança ou até a ponta da tabela da competição neste sábado (15). Pela 14ª rodada do certame, o Coelho recebe o Guarani, que ocupa uma posição acima do time mineiro, no Independência, às 16h30. Do outro lado, um triunfo dos paulistas também pode deixá-los na cabeça da tabela de classificação.

Com 26 pontos, o Juventude lidera a competição, tendo o Guarani logo atrás, com 25. Já o América, em terceiro, conquistou até então 23 pontos. Ambas as equipes, que duelam no Horto neste sábado, torcem por um tropeço do Juventude frente ao Ceará fora de casa, o que viabilizaria uma ascensão de alguma delas. 

Colocando todas as contas na ponta do lápis, uma vitória do Guarani sobre o Coelho, combinada com uma derrota ou empate do Juventude, já garante os paulistas na liderança. Para o América, a combinação é mais complexa: se o time mineiro vencer por um saldo de um gol, precisa de um revés dos gaúchos para o Ceará por quatro gols de diferença; se vencer por dois de vantagem, necessita de uma derrota do Juventude por três de saldo a favor dos cearenses, e assim por diante.

Lesões obriga Enderson a fazer alterações na equipe

O América está embalado na Série B, após um começo instável. A equipe, treinada por Enderson Moreira, não perde há sete jogos, segunda maior sequência invicta em vigência da divisão. O técnico alviverde terá que mexer na equipe que venceu o Boa Esporte na última rodada, com desfalques por lesão.

Substituído no decorrer da partida contra o time de Varginha, o meia Renan Oliveira sofreu uma lesão no tendão do adutor da coxa esquerda e desfalca o América por duas semanas. Assim como aconteceu nesse duelo, Ruy deve herdar a posição de Renan.

Outra baixa por lesão no América é o lateral-esquerdo Pará. Para a posição, o mais provável é a entrada do meia Gerson Magrão improvisado. Ernandes, que cumpriu suspensão contra o Boa, volta ao time titular, mandando David para o banco.

O volante Christian, que vinha substituindo Norberto na lateral direita, está machucado, e quem deve ficar disponível para Enderson em breve é Marion, tanto quanto Juninho. Ambos já foram entregues à transição.

O técnico do Coelho convocou a torcida alviverde para o confronto. “Fico feliz com a participação do nosso torcedor. Espero que no sábado, diante do Guarani, a gente possa contar com a presença de um grande público para acompanhar um grande jogo. Será um confronto direto para a manutenção no G-4”, comentou Enderson.

O América deve ir a campo com João Ricardo; Norberto, Rafael Lima, Messias, Gerson Magrão; Ernandes, Zé Ricardo, Ruy; Matheusinho (Hugo Cabral), Bill Luan.

Peças importantes do Guarani ficam de fora

Diante do América-MG, o técnico do Guarani, Oswaldo Alvarez, não vai poder contar com quatro jogadores fundamentais para o setor ofensivo da equipe. Tratam-se de Braian Samudio (negociado), Bruno Nazário (suspenso), Eliandro (machucado) e Fumagalli (poupado). Juntos, o quarteto participou de 26 dos 41 gols que o Bugre marcou neste ano.

Por isso, Vadão vai mudar o time para encarar o Coelho, em Belo Horizonte. Para o lugar de Fumagalli, o técnico deve optar por Luiz Silva. Após ser regularizado na CBF, Rafael Silva aparece como principal candidato à vaga de Nazário. Claudinho é o mais cotado o ocupar o posto de Samudio, mas esta mudança muda o sistema ofensivo da equipe. Caso queira um time mais cauteloso, Richarlyson vira uma opção.

Vadão destacou as dificuldades de enfrentar o América fora de casa. Diante dessas circunstâncias, o empate pode ser considerado um bom resultado, de acordo com as palavras do técnico alviverde.

"Por ser confronto direto, tem um valor tremendo. A liderança não importa, ela é automática. O jogo contra o América é decisivo, tem que evitar de todas as formas que seja batido. Na pior das hipóteses, o empate não deixa de ser boa coisa, mas a gente tem que pensar sempre na vitória", afirmou.

O provável time do Bugre para o duelo ante o América é: Leandro Santos; Lenon, Diego Jussani, Willian Rocha, Salomão; Evandro, Auremir; Caíque (Juninho), Luiz Fernando, Claudinho; Rafael Silva (Caíque).

América-MG