Experiência na busca pelo acesso: lateral-direito Ceará é apresentado no América-MG

Com currículo vasto no futebol nacional e internacional, atleta chega para compor o elenco em uma das funções carentes da equipe

Experiência na busca pelo acesso: lateral-direito Ceará é apresentado no América-MG
Ceará reforça o setor defensivo do Coelho (Foto: Mourão Panda/América-MG)

Experiência, títulos e passagens por grandes clubes do futebol mundial. Este é o currículo de peso do novo reforço do América-MG, o lateral-direito Ceará. No alto dos 37 anos, o atleta deixou o Internacional para somar no elenco do técnico Enderson Moreira. A apresentação do jogador foi na manhã desta quarta-feira (16), no CT Lanna Drumond. Ele citou o empecilho da idade avançada no futebol, mas demonstrou vontade para ajudar o time.

“Quero agradecer a Deus por mais uma oportunidade na minha carreira. Agradeço ao Presidente Alencar, representante da diretoria, e ao Enderson, representante da comissão técnica, por abrirem as portas do América para mim. Sabemos que a idade sempre é um obstáculo dentro de algumas profissões, sobretudo no futebol. As portas se abriram aqui e chego muito motivado, como sempre estive na minha carreira”, disse.

A equipe americana é hoje o destaque principal da segunda divisão do Campeonato Brasileiro. O futebol apresentado e os resultados obtidos credenciam, até então, como uma das principais na briga pelo acesso à Série A. Essa possibilidade foi abordada por Ceará como uma parte do projeto que foi apresentado a ele, que reforça ainda que o lugar do Coelho é na elite do futebol.

“Estava aguardando uma nova oportunidade e apareceu a possibilidade de vir para o América, dentro de um projeto que o clube tem de subir para a primeira divisão, um lugar no qual, por sua estrutura e história, o América não deveria ter saído. Esse desafio me motivou bastante e aqui estou para contribuir para que possamos ascender à primeira divisão o quanto antes”, afirmou.

Ceará não entra em campo desde o dia 20 de julho. Diante disso, será necessário um tempo para adaptação do jogador para posterior utilização nos jogos. Ele espera estar disponível assim que possível para o treinador. “A estreia depende da comissão técnica. Pretendo estar apto o quanto antes. No que depender de mim, vou trabalhar da melhor maneira possível e o resto depende do Enderson”, reforçou.

O atleta iniciou a carreira pelo Gama-DF, em 1999. Com passagens marcantes por equipes como Internacional, Paris Saint-Germain e Cruzeiro, Ceará coleciona títulos expressivos. Entre eles, a Taça Libertadores e o Mundial de Clubes de 2006, pelo Colorado, a Copa da França da temporada 2009/10, pelo PSG, e o bicampeonato Brasileiro pela Raposa, em 2013 e 2014.