Após Richarlison em 2015, Matheusinho vira "joia do acesso" do América-MG para Série A

Meia, de apenas 19 anos, é xodó da torcida americana, acostumada a ver as crias da base do Coelho alçarem grandes voos no futebol mundial

Após Richarlison em 2015, Matheusinho vira "joia do acesso" do América-MG para Série A
Fotomontagem: Isabelly Morais/VAVEL Brasil

Um lance, uma jogada, uma partida, um campeonato. O futebol é um esporte constituído de diversos momentos e cada um deles carrega uma narrativa que fica registrada na história dos clubes e na memória dos torcedores. A campanha de um título é marcada por diversos personagens e, no Bicampeonato Brasileiro da Série B, um dos principais personagens do América-MG é Matheusinho, cria da base do Coelho e destaque na campanha de 2017.

O meia-atacante iniciou sua trajetória entre os profissionais ainda em 2016, mas, na campanha ruim feita pelo América na Série A, que resultou no rebaixamento, o jogador teve pouco espaço para mostrar seu potencial. Apesar disso, foi considerado considerado uma das promessas pelo torcedor do Coelho, acostumado a ver a base do clube revelar bons jogadores.

Matheusinho ganhou destaque de fato na campanha vitoriosa do time da capital mineira na Série B de 2017. O jogador entrou em campo 24 vezes e se destacou pela habilidade e talento em coordenar as jogadas ofensivas do time, mesmo tendo apenas 19 anos de idade.

"Meu desempenho foi bom e está dentro do que eu planejei pra este ano. Tenho que agradecer a Deus e também aos meus companheiros, pois eles me ajudaram bastante. Acredito que posso tirar muitas experiências desse ano para ajudar o América na Série A no ano que vem. Vamos firmes, confiando em Deus e depois fazendo a diferença em campo", disse o meia à VAVEL Brasil. Ele está se recuperando de uma cirurgia após romper o ligamento cruzado anterior do joelho direito.

Promessa da base alviverde

O desempenho de Matheusinho em 2017 chamou a atenção para além do cenário brasileiro. A revista inglesa FourFourTwo escolheu o jogador americano como o melhor brasileiro com menos de 19 anos. Na lista dos 100 melhores jovens jogadores do mundo, o meia ocupou a 14ª colocação.

+ Com Douglas Luiz no Top-10, revista inglesa divulga lista das promessas do futebol

O sucesso na terra da rainha não é novidade para jogadores criados na base do América-MG. O caso mais recente é o do atacante Richarlison. O jogador foi um dos destaques do time na campanha que rendeu o acesso à elite em 2015, chamou a atenção de outros clubes brasileiros e se transferiu para o Fluminense. No tricolor carioca, Richarlison ganhou destaque a acabou sendo vendido para o Watford, da Inglaterra. O atacante é um dos principais destaques do time na Premier League.

+ Com Richarlison, jornal inglês divulga melhores contratações da Premier League

Além de Richarlison, outro prata da casa do Coelho que teve sucesso no futebol inglês foi o volante Gilberto Silva. O jogador atuou pelo Arsenal por sete temporadas e é um ídolo da história recente do clube, tendo participado da campanha invicta do último título inglês dos gunners, na temporada 2003/04. O atacante Fred é outro exemplo de sucesso criado no Coelho neste século. Prata da casa do América, Fred é o quarto maior artilheiro da história do Campeonato Brasileiro.

Com apenas 19 anos, Matheusinho terá o ano de 2018 para confirmar as expectativas da torcida americana na elite do futebol nacional, mas antes disso o camisa 10 precisa superar um obstáculo que o tirou dos últimos jogos da campanha vitoriosa nesta temporada. O jogador rompeu o ligamento cruzado do joelho direito contra o Paraná, na 31ª rodada da Série B. A previsão do departamento médico do América é de que o jogador retorne aos gramados em seis meses.