Retrospectiva VAVEL: América-MG fatura bicampeonato da Série B após duas décadas

Coelho conquistou segundo título da divisão na última rodada, com vitória sobre o CRB; relembre a trajetória alviverde

Retrospectiva VAVEL: América-MG fatura bicampeonato da Série B após duas décadas
Foto: Lucas Figuueiredo/CBF

Em 1997, o zagueiro Rafael Lima tinha 11 anos quando o América-MG levantou o título da Série B pela primeira vez. Duas décadas depois, coube ao defensor a honra de erguer a taça do bicampeonato alviverde. O Coelho conquistou a segunda divisão com uma bela e histórica campanha em meio aos 38 jogos que encheram a agenda americana no decorrer de sua participação no torneio.

No fechamento da Série B, o mesmo Rafael Lima que levantou o troféu foi o responsável por marcar o único gol da vitória do Coelho sobre o CRB, no sábado (25), o que resultou na conquista. Tudo ficou para ser resolvido na última rodada, com América e Internacional brigando pelo título. Apesar dos gaúchos terem feito o seu papel, a taça ficou em solo mineiro. Relembre, com a VAVEL Brasil, a trajetória do campeão da Série B de 2017.

Campanha do América na Série B de 2017

PONTOS J V E D GM GS SG
73 38 20 13 5 46 25 21

Começo mediano e sequência invicta

A estreia do América na Série B de 2017 foi fora de casa, contra o Náutico, em um empate por 0 a 0. A equipe alviverde venceu apenas duas das seis primeiras partidas que disputou na atual edição, com duas derrotas e dois empates, e, por isso, seu início não deu pistas do que viria pela frente. 

No entanto, se o Coelho equilibrou triunfos, empates e reveses até a sexta rodada, o fator "derrota" foi retirado do linguajar da equipe nas rodadas posteriores. Da sétima até a 18ª, o América defendeu uma invencibilidade de 12 partidas, acumulando sete vitórias e cinco empates. A sequência da equipe foi bastante expressiva e expôs bons números: seis gols sofridos em 12 duelos.

A queda alviverde veio na 19ª rodada, quando o time foi o até o Estadio Rei Pelé e acabou sendo derrotado pelo CRB por 2 a 1. No jogo, os atacantes Bill e Zé Carlos, de Coelho e Galo alagoano, envolveram-se em uma briga que resultou em punição para ambos: inicialmente, foram punidos com um gancho de nove jogos, mas acabaram cumprindo seis por redução.

Entrada no G-4 e liderança da Série B

A chegada do América ao grupo de acesso à elite do futebol brasileiro aconteceu na 11ª rodada, após a vitória por 3 a 0 sobre o Brasil de Pelotas. A sequência invicta de 12 jogos foi fundamental para a entrada no G-4, de onde o clube não mais saiu até o encerramento da Série B do Brasileiro de 2017. O mais perto que viu a quinta colocação foi numa ótica de dois pontos.

O Coelho assumiu a ponta da tabela na 16ª rodada, depois de bater o Figueirense em casa, por 4 a 2. A equipe mineira seguiu liderando até a 21ª rodada, mas perdeu o posto para o Internacional na rodada seguinte. Na ocasião, empatou com o Criciúma e viu os colorados vencerem o Paysandu e ultrapassarem o clube alviverde. De forma pontual, o América voltou a figurar na liderança na 23ª rodada.

Ameaça no G-4

À medida que a temporada avançou, o América foi sofrendo com desfalques e baixas na equipe. O cansaço e o desgaste naturais pelo decorrer do ano competitivo acabaram comprometendo o trabalho da equipe, mas nada que representasse uma queda significativa. Ainda assim, mesmo que de forma sutil, o grupo alviverde foi afetado.

Por vezes, a equipe viu sua permanência no G-4 ameaçada, com a aproximação de clubes como Ceará, Paraná, Oeste e Vila Nova, principalmente. No entanto, a boa "gordurinha" do time contribuiu para a manutenção de uma vaga na Série A. Até quando o clube emendou duas derrotas seguidas, para Internacional e Oeste,  houve ainda uma distância para o quinto: três pontos. 

Acesso para a elite e retomada da ponta

Se um triunfo sobre o Figueirense foi o que colocou o América na liderança da Série B pela primeira vez, uma nova vitória sobre o time catarinense marcou a trajetória do clube na competição. Na 35ª rodada, o Coelho foi até o Orlando Scarpelli e bateu o time alvinegro por 2 a 1 (gols de Giovanni e Rafael Lima), garantindo acesso à elite do futebol brasileiro. O América foi a primeira equipe a subir.

O resultado positivo em Florianópolis foi ainda mais decisivo para o América. Com a vitória, o Coelho retomou a ponta da tabela, auxiliado  pelo tropeço do Internacional na rodada - o time colorado empatou com o Vila Nova em 1 a 1. De volta à ponta, a equipe mineira assegurou a posição até o fim do campeonato, selando essa trama com o troféu elevado por Rafael Lima no gramado do Independência.

Gol salvador de Rafael Lima e título 

No primeiro turno, o CRB foi a equipe responsável por imprimir a primeira derrota do América após a significativa sequência de 12 jogos sem perder. No entanto, na segunda metade do campeonato, a passagem do time alagoano pelo percurso alviverde não deixou lembranças ruins - pelo contrário.

Com 70 pontos e líder, o Coelho chegou até a última rodada tendo o Internacional na cola, com 68. Essess times foram os únicos com condições reais de levantarem a taça da competição, representada duplamente no estádio Beira-Rio e na Arena Independência apenas à espera das mãos do capitão vencedor.

Enquanto o time mineiro recebeu o CRB, o gaúcho duelou com o Guarani, ambas as partidas com início às 17h30. Na ida para o intervalo, o placar do Independência registrava 0 a 0, enquanto o Inter encerrou a primeira etapa com 2 a 0 no marcador, ou seja, título momentaneamente colorado. Na volta para a fase complementar, ninguém balançou as redes do Beira-Rio, mas a escrita do estádio em Belo Horizonte foi diferente.

Aos 20 minutos, Ruy cobrou escanteio, e o zagueiro Rafael Lima aproveitou bola na área para mandar no fundo das redes alagoanas. O tento do defensor e capitão da equipe bastou para que o time mineiro vencesse o jogo e, consequentemente, o campeonato. Um dos atletas mais regulares do grupo, Rafael levantou a taça da equipe após 20 anos da primeira e, até então única, conquista do América na Série B do Campeonato Brasileiro.

Paredão na defesa 

O América teve, ao longo da competição, uma defesa bastante sólida. O time sofreu apenas 25 gols nas 38 partidas disputadas (média de 0,66 por duelo), melhor marca defensiva de um clube na história da Série B por pontos corridos. Ainda, foi derrotado apenas cinco vezes, clube que menos conheceu reveses em todas as divisões do Brasileiro nesta temporada 2017.

Outro detalhe que evidencia a eficiência defensiva construída pelo Coelho ao longo do ano é o fato de que o time deixou o campo 19 vezes sem tomar gol. Isso quer dizer que durante um turno inteiro do Brasileirão, o Coelho não teve sua meta vazada.

Desempenhos defensivos mais eficientes da Série B na era dos pontos corridos

TIME ANO GOLS SOFRIDOS
América-MG 2017 25
Internacional 2017 26

Palmeiras
Paraná

2013
2017
28
28
Vasco
Corinthians
2009
2008

29
29

Enderson Moreira: longevidade no comando

Há cerca de um ano e meio no comando técnico do América, Enderson Moreira é o treinador mais longevo do Brasil. O profissional chegou a ser sondado por clubes como Ponte Preta e Atlético-GO, e até recebeu proposta da Chapecoense ao longo de 2017, mas preferiu seguir a cargo do Coelho. A diretoria alviverde optou por mantê-lo mesmo após a queda para a segunda divisão deste ano, e agora retorna à elite.

O novo presidente do Conselho Admnistrativo do América, Marcos Salum, já sinalizou que trabalha pela manutenção do treinador, mas nada foi oficializado ainda. Enderson comandou o time em 80 partidas, com 32 vitórias, 23 empates e 25 derrotas. O treinador, que esteve com a equipe na queda do ano passado, pontuou a importância da cúpula alviverde ter acreditado em seu trabalho.

"O problema todo é quando você avalia apenas o resultado. Têm treinadores que eventualmente fazem trabalhos que não são de acordos com a ideia do clube. Às vezes, tem que trocar, porque as ideias não batem. Agora, quando você pega um treinador que você acredita que está desenvolvendo um bom trabalho, que você percebe que há evolução, mas os resultados ainda não aconteceram, eu acho que vale a pena persistir. Porque ninguém conhecia mais o elenco do América, no meio do ano, do que eu. Eu sabia das necessidades, daquilo que a gente era carente, e vamos lembrar: a gente perdeu vários atletas", comentou o treinador.

Vitrines alviverdes

No último acesso do América, o de 2015, o grande expoente da equipe foi o atacante Richarlison. O jovem deixou o Coelho para defender o Fluminense no início de 2016, e atualmente está no Watford, da Inglaterra, aos 20 anos. O elenco da equipe mineira desta temporada também possui alguns atletas que certamente estão em vitrines.

Um deles é o zagueiro Messias, revelado em 2014. O defensor tem 23 anos e está no Coelho desde quando ascendeu ao profissional. Nesta temporada, foi um dos pilares do time americano em sua defesa, ao lado de Rafael Lima. Messias, ao longo da temporada, chegou a despertar o interesse do Corinthians, mas nada prosseguiu. O zagueiro disputou 47 partidas em 2017, 32 delas na Série B.

Aos 19 anos, o meia Matheusinho é outro atleta do América que desperta atenções. O meia foi eleito pela revista Four Four Two como o atleta brasileiro mais promissor do mundo. No material, Matheusinho apareceu na 14ª posição, com outros cinco brasileiros: Matheus Fernandes (Botafogo, 16º), Mateus Vital (Vasco, 31º), Vinicius Junior (Flamengo, 67º), Nonoca (Cruzeiro, 72º) e Marquinhos Cipriano (São Paulo, 82°).

Matheusinho é uma das joias do futebol brasileiro (Foto: Mourão Panda/América-MG)

Artilharia do América

Na campanha vencedora do América na Série B, o atacante Bill terminou liderando a artilharia da equipe, com nove gols. Atrás, veio o companheiro de posição Luan, com um tento a menos. Juntos, os atletas somaram 17 dos 46 gols da equipe no Brasileirão. Bill e Luan comandaram o ataque da equipe no decorrer da competição, sendo os principais nomes do setor.

1 - Bill: 9 gols
2 - Luan: 8 gols
3 - Ruy: 6 gols
4 - Renan: 5 gols
5 - Rafael Lima: 4 gols
6 - Ernandes, Giovanni, Edno e Matheusinho: 2 gols
7 - Messias, Neto Moura, Pará, Hugo Almeida e Norberto: 1 gol

Bill (esq) e Luan foram os artilheiros do América na Série B de 2017 (Foto: Mourão Panda/América-MG)

Top 10 do Coelho 

Dentre os 38 jogos que fez na Série B de 2017, alguns foram mais significativos para o América, e por circunstâncias diversas. O Coelho somou 20 vitórias, empatou 13 vezes e perdeu apenas cinco, sendo a equipe que menos foi derrotada dentre todas as divisões do Brasileiro. O aproveitamento do clube foi de 64%. Abaixo, a VAVEL Brasil lista dez grandes jogos da equipe no Brasileirão de 2017.

1. América 1x0 CRB

Nenhum outro duelo poderia estar na ponta do Top 10 do Coelho a não ser o jogo que deu o título à equipe. Com gol de Rafael Lima, o time alviverde fez 1 a 0 na Arena Independência para cima do CRB, levando a segunda divisão pela segunda vez. O jogo, como já citado, foi válido pela 38ª rodada da competição.

A partida representou ainda o recorde de público do Independência: 22.481 torcedores assistiram ao triunfo do Coelho in loco, enquanto o recorde era de 22.411 (final do Campeonato Mineiro entre Atlético-MG e Cruzeiro). Realizado no dia 25 de novembro, o duelo América x CRB não só foi líder do Top 10 do time alviverde, como também o dono do Top 380 do Brasileirão, uma vez que revelou seu campeão.

2. Figueirense 1x2 América

Em termos de representatividade, o duelo do América com o Figueirense, pela 35ª rodada, também significou muito para o Coelho. O triunfo por 2 a 1 no Orlando Scarpelli, no dia 11 de novembro, assegurou o time alviverde na primeira divisão de 2018, sendo o primeiro a ascender para a Série A do ano que vem. A partida teve gols de Rafael Lima e Giovanni para o mineiros, com Jorge Henrique deixando o dele para o Figueira. 

3. América 3x2 Londrina

Um jogo de reviravoltas e cinco gols: América e Londrina protagonizaram um bom duelo no Independência em 1º de agosto, pela 18ª rodada da Série B. O time visitante abriu o placar com Celsinho, mas o time americano empatou e virou com Bill. Já no segundo tempo, Belusso deixou tudo igual para os paranaenses, mas Luan fechou a conta e fez 3 a 2. 

Com a vitória, o América conquistou de forma simbólica o primeiro turno, abrindo seis pontos para o segundo colocado. Na ocasião, o Coelho era a melhor defesa do campeonato, enquanto o Londrina tinha o melhor ataque - melhor para os donos da casa.

4. América 4x2 Figueirense

No jogo que colocou o América na ponta da tabela pela primeira vez, o que não faltaram foram gols. Pela 16ª rodada, o Coelho recebeu o Figueirense, em 21 de julho, e venceu os catarinenses por 4 a 2. Com 31 minutos do primeiro tempo, a equipe de Enderson Moreira já havia aberto 3 a 0 no placar (Norberto, Luan e Ruy), começando o duelo de forma arrasadora. 

O atacante Nicolas Careca ainda diminuiu para os visitantes, mas Messias fez 4 a 1 para o Coelho. Mesmo com Henan marcando de pênalti para o Figueira, nada mais conseguiu fazer o time alvinegro para cima do América.

5. Santa Cruz 0x1 América

No começo de outubro, pela 28ª rodada, o América conseguiu um resultado fora de casa que foi crucial para seu prosseguimento na competição. A equipe entrou em campo contra o Santa Cruz com apenas dois pontos à frente do quinto colocado, tendo sido ultrapassado por Paraná e Ceará, que jogaram haviam jogado no dia anterior. Caso saísse do Arruda com um revés, veria ainda o Internacional abrir seis pontos. 

No entanto, com um belo gol de fora da área do meia Matheusinho, os mineiros conseguiram vencer longe de Belo Horizonte pelo placar simples de 1 a 0, mantendo-se na segunda colocação e a apenas três pontos do então líder Internacional. 

6. Paysandu 0x1 América

Depois de ter empatado com o Criciúma e visto o Internacional vencer em casa, o América perdeu a ponta da tabela na 22ª rodada. No entanto, na partida seguinte, o Coelho venceu o Paysandu fora de casa por 1 a 0, com gol de Luan, e voltou à liderança. O time colorado recuperou a posição logo em seguida, mas o triunfo dos mineiros na 23ª rodada fizeram com que o América não descolasse do Inter.

7. América 3x0 Brasil de Pelotas

As maiores sequências de vitórias do América foram da 15ª à 18ª rodada, e também da 33ª à 36ª. Em ambos os casos, o Coelho engatou quatro triunfos consecutivos. Mas, em um outro momento, quando emplacou três vitórias, a equipe conseguiu algo importantíssimo na Série B de 2017. Ao bater o Brasil de Pelotas no dia 1ª de julho, os mineiros acessaram pela primeira vez o G-4, já na rodada 11.

A vitória sobre os gaúchos foi a terceira seguida, numa boa fase que já começava a se consolidar. O meia Renan Oliveira, o atacante Bill e o lateral Pará foram os responsáveis pelos tentos alviverdes. 

8. Luverdense 0x3 América

Outro "passeio" do Coelho na Série B foi em Lucas do Rio Verde, no dia 23 de junho, pela 10ª rodada. O América foi até o estádio Passo das Emas e bateu o Luverdense por 3 a 0, com gols de Renan Oliveira, Luan e Neto Moura. O resultado colocou os mineiros de foma provisória no G-4, mas perderam posição no grupo de acesso à primeira divisão com os resultados da rodada. No entanto, a bela vitória fora de casa foi fundamental para a entrada do Coelho no G-4 na rodada seguinte.

9. Guarani 0x1 América

O América entrou na 36ª rodada com apenas dois pontos à frente do Inter. Com um empate dos gaúchos diante do Oeste, os mineiros aumentaram para quatro a diferença em relação aos colorados ao vencerem o Juventude pelo simples placar de 1 a 0. Apesar da pressão alviverde em seus domínios, o zagueiro Maurício foi quem marcou contra no dia 4 de novembro, frente a mais de nove mil torcedores na Arena Independência. Sorte de campeão?

10. Internacional 1x1 América

Como o América brigou com Internacional pelo título da Série B, não poderia faltar desta lista um duelo direto entre os dois. O Coelho recebeu o clube colorado na Arena Independência pela sétima rodada, e a partida terminou empatada em 1 a 1: gols de Rafael Lima (AME) e Nico López (INT). O jogo foi marcado por dois tempos distintos, com superioridade das equipes em cada uma das etapas.