É tudo ou nada! Atlético-MG recebe Racing no Independência para decidir quem avança às quartas da Libertadores

Ao Galo, resta apenas a vitória; Para o Racing, vencer ou empatar com gols lhe dará a classificação para as quartas de final

É tudo ou nada! Atlético-MG recebe Racing no Independência para decidir quem avança às quartas da Libertadores
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
Atlético-MG
Racing-ARG
Atlético-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Júnior Urso e Cazares (Patric); Robinho e Lucas Pratto. Técnico: Diego Aguirre
Racing-ARG: Saja; Pillud, Vittor, Sánchez e Grimi; Noir, Videla, Aued, Acuña e Óscar Romero; Lisandro López. Técnico: Facundo Sava
ÁRBITRO: Daniel Fedorczuk (URU). Assistentes: Maurício Espinosa (URU) e Richard Trindad (URU)
INCIDENCIAS: Segundo jogo das oitavas de final da Copa Libertadores da América. Partida será disputada no Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG), às 21h45.

Seguindo a série de decisões que o Atlético-MG está enfrentando, o capítulo decisivo pela Copa Libertadores da América acontecerá hoje, contra o Racing, da Argentina, valendo pela segunda partida da fase de oitavas de final. O jogo será no Estádio Independência, às 21h45.

O resultado do primeiro jogo deixou no ar quem poderia passar as quartas de final de um dos maiores torneios de futebol do mundo. O 0 a 0 no em Avellaneda serviu para aumentar o clima de suspense, já que os dois times apresentam um cartel de possibilidades individuais e coletivas para conquistar a classificação. 

O Atlético tem no meio do caminho a decisão do Campeonato Mineiro. No último domingo (1), perdeu o primeiro jogo da final contra o América por 2 a 1. O técnico Diego Aguirre admitiu que o pensamento dos jogadores estavam na partida de hoje, e não na finalíssima do Estadual.

Para se classificar, basta o Galo vencer por um placar simples, tendo como única esta condição de conquistar a promoção para as quartas de final da Libertadores. Empate sem gols leva a decisão para os pênaltis.

Por sua vez, o Racing-ARG jogou pelo Torneio Clausura do Campeonato Argentino e venceu o Huracán, por 1 a 0, fora de casa, utilizando-se de apenas dois jogadores considerados titulares. O lateral direito Gastón Diaz atuou durante todo o tempo, enquanto o meia Marcos Acuña foi opção no banco de reservas.

Há quem diga que o resultado de empate na quarta-feira (27), foi melhor para a Academia, que entrará em campo hoje podendo se classificar com uma vitória simples ou empatando com gols. São duas possibilidades contra apenas uma ofertada aos atleticanos.

Com dúvida no meio-campo, Diego Aguirre faz mistério

O técnico Diego Aguirre sabe que a missão pela Libertadores é complicada. Por isso, o treinador atleticano rechaçou qualquer possibilidade de os jogadores entrarem como uma postura desligada dentro de campo, conforme ele mesmo relatou.

"Isso é impossível. É Libertadores! Imagino o time começando agressivo, com muita intensidade, com a torcida apoiando. Não quero desmerecer o jogo de hoje (domingo), mas a Libertadores é outra coisa. O espírito do time, não tenho dúvida nenhuma que vamos fazer um bom jogo. Não gosto de prometer que vamos ganhar, mas vamos fazer de tudo para que aconteça. A confiança é total no time, nos jogadores. É momento de decisão, primeiro na quarta, depois domingo".

Pensando nisso, o técnico atleticano permitiu que a imprensa acompanhasse apenas o aquecimento dos jogadores. Logo depois, pediu que todos se retirassem para dar sequencia ao treinamento, deixando no ar qual poderia ser a formação do time nesta quarta-feira.

Entre os confirmados está o lateral esquerdo Douglas Santos. O jogador havia sofrido uma entorse no joelho direito na final contra o América, mas exames apontaram que o atleta teria reunia condições de jogo para esta quarta. O volante Júnior Urso estará de volta, já que foi poupado da decisão do Mineiro. 

A dúvida que fica é quanto a escalação de Patric ou Cazares para completar o setor de criação atleticano. O primeiro atuou na etapa inicial da partida contra o América, enquanto o segundo apareceu após o Atlético sofrer o segundo gol do Coelho. Ambos lutam pela vaga de Dátolo, que sofreu lesão muscular e para por tempo indeterminado. Outro que pode aparecer, este durante a partida, é o meia Carlos Eduardo. O jogador que veio do futebol russo é relacionado pela primeira vez desde que foi apresentado. 

Com Gustavo Bou, Racing desembarcou em Belo Horizonte

O Racing chegou a Belo Horizonte na noite de ontem e iniciou concentração na Toca da Raposa II. A novidade ficou por conta da vinda do atacante Gustavo Bou, ídolo da Academia. O jogador se recuperou de um edema na coxa esquerda, que o tirou do jogo contra o Atlético em Avellaneda. No entanto, o atleta deverá ser opção no banco de reservas. O técnico Facundo Sava deve repetir o mesmo time do primeiro jogo.

Uma declaração acerca da partida de hoje alterou os ânimos dos atleticanos. Quem falou foi o goleiro argentino Sebastián Saja, que provocoi dizendo que os brasileiros "se borram" quando atuam na Argentino. 

A última vez que o Racing esteve em Belo Horizonte foi há quase 24 anos. Na ocasião, decidia a Supercopa da Libertadores contra o Cruzeiro e saiu derrotado do Mineirão por 4 a 0.