Com muitos desfalques, Marcelo Oliveira fecha treino e não revela escalação do Atlético-MG

No dia de sua apresentação o treinador atleticano perde mais dois atletas e terá que quebrar a cabeça para o jogo contra o Grêmio

Com muitos desfalques, Marcelo Oliveira fecha treino e não revela escalação do Atlético-MG
Treino na Cidade do Galo - Foto: Bruno Cantini/Atlético MG

No dia da coletiva de apresentação do treinador Marcelo Oliveira no centro de treinamento do Atlético-MG, as notícias não foram muito animadoras. Mais dois atletas foram vetados pelo departamento médico e se juntaram aos outros 9 desfalques. Entre convocação, suspensão e lesão já são onze jogadores alvinegros fora da partida desta quinta (26) contra o Grêmio pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Dátolo e Carlos Eduardo foram as baixas no treinamento de terça (24) ambos com lesões musculares, o tempo de recuperação não foi informado. Marcelo analisou os desfalques: 

"“Esperava contar com Carlos Eduardo e Dátolo, mas eles não estarão à disposição. A ideia de jogo é a mesma, com conceito de marcação e ataque. Espero que mude a finalização, que sejamos mais efetivos. Criamos muito contra Atlético-PR (empate na estreia de Marcelo Oliveira), mas temos de ser mais precisos".

Os jornalistas não tiveram acesso ao treino técnico e, quando a entrada foi liberada, os jogadores só faziam um trabalho de cruzamentos e finalizações. Segundo Marcelo Oliveira o time ainda não foi definido:

"Estamos estruturando o time. Fizemos trabalho de marcação e posicionamento. Gostei muito, mas não defini o time. Como existe possibilidade de mudar muitas posições, o time será escalado no estádio. Será uma decisão para o adversário, que pode ter alguma dúvida, embora isso não ganhe jogo”, destacou.

Além de Dátolo e Carlos Eduardo, o Atlético tem Leonardo Silva, Luan, Mansur e Lucas Pratto no departamento médico. Leandro Donizete cumpre o terceiro de quatro jogos de suspensão. Cazares, Erazo e Douglas Santos estão com as suas seleções para a disputa da Copa América. Robinho já foi liberado do DM, mas recupera a melhor forma física, além de ter retirado um dente siso no último sábado e o local ainda estar inchado.

 Todos estes problemas não abalam a confiança de Marcelo Oliveira:

“Futebol é eterno desafio. Se tivesse todos, também estaria falando de jogo difícil. A preocupação não é qualidade de quem jogará. Todos podem ir bem, com o entrosamento que o Atlético já tem, com base de mais de dois anos. Não muda muito minha confiança em relação ao time”, analisou.

O Atlético-MG faz mais um treino na tarde desta quarta (25), mas novamente os jornalistas não poderão acompanhar.