Cobrado pela torcida, Robinho assume não estar 100%: "Tenho muito que melhorar ainda"

Atacante, que chegou ao Galo no início deste ano, é o artilheiro do clube em 2016, com 13 gols; contudo, as atuações ainda estão abaixo do esperado pela torcida

Cobrado pela torcida, Robinho assume não estar 100%: "Tenho muito que melhorar ainda"
Robinho acredita que ainda pode melhorar mais e demonstra confiança na sequência de temporada do clube alvinegro (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Três vitórias seguidas, crescente evolução no Campeonato Brasileiro e autoria do gol da vitória no último jogo do Atlético-MG. Em condições normais, esses são fatores de muita empolgação e até certa soberba por parte dos atletas, mas não para Robinho. O atacante acredita que, embora a equipe tenha evoluído, ele ainda não está em sua plenitude física e pode render mais do que mostra atualmente.

Autor do único gol no triunfo alvinegro sobre o América-MG, no último domingo (26 de junho), no Estádio Independência, Robinho é, também, o artilheiro do Galo neste ano, com 13 gols marcados em 24 partidas. Ainda assim, a irregularidade e as atuações abaixo do esperado neste Brasileirão fizeram com que o atleta fosse substituído em todas as partidas na competição e, de quebra, acumulasse algumas críticas por parte de uma parcela da torcida do Atlético-MG. 

Aos 32 anos de idade, Robinho sabe que a intensidade física é cada vez mais difícil de se manter, mas espera compensar com a qualidade técnica, tão conhecida em todos os lugares onde ele passou. Para o atacante, que já defendeu a seleção brasileira em duas Copas do Mundo, e traz em seu currículo um histórico muito vitorioso, seu desempenho com a camisa do Galo pode melhorar. Além disso, o camisa 7 ressaltou a questão física, dificultada devido ao intervalo curto de partidas na temporada: "Quero a cada jogo ajudar o Atlético. Eu me cobro muito. Espero melhorar a cada partida. Com a maratona de jogos, fica difícil manter a intensidade. Sei que a torcida cobra de quem tem qualidade", disse. 

O artilheiro do Galo na temporada também falou sobre o próximo jogo do time neste Brasileirão, contra o Botafogo, nesta quinta-feira, 30 de junho, às 21h no Mineirão. O Atlético, que há quatro rodadas estava na 18ª colocação, na zona do rebaixamento, emplacou três vitórias seguidas e já está em oitavo no campeonato. A próxima partida também traz a possibilidade de uma arrancada ainda maior no torneio nacional, e é exatamente sobre essa evolução que o atacante alvinegro fala.

"O time vem numa crescente. Era o que a gente queria: dar essa arrancada e somar pontos dentro de casa para subir na tabela. Agora é manter o ritmo. Não dá para relaxar no Campeonato Brasileiro. Com todo respeito ao Botafogo, mas a gente joga em casa e o objetivo é a vitória", explicou.