Marcelo Oliveira avalia empate contra Figueirense e critica arbitragem: "Equivocado"

Para o treinador, houve equívoco do árbitro ao expulsar Fred e comentou falha no último passe como motivo do empate

Marcelo Oliveira avalia empate contra Figueirense e critica arbitragem: "Equivocado"
(Foto: Divulgação/Atlético-MG)

Após uma sequência de quatro vitórias seguidas que contribuiu para a mudança de ares, o Atlético-MG empatou em 1 a 1 com o Figueirense no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis/SC. O jogo, válido pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2016, foi considerado conturbado, por causa da grande quantidade de cartões amarelos, além da expulsão do atacante Fred, muito discutida entre os atleticanos.

Após o jogo, o técnico do Galo, Marcelo Oliveira, avaliou a partida e destacou pontos que achou cruciais para o resultado, além de criticar duramente a atuação do árbitro da partida.

"Acabamos entrando no jogo deles. Começamos bem, mas erramos muito hoje. Depois perdemos um jogador. O árbitro marcou equivocadamente, na minha visão. Um lance que o braço bate. Depois o Figueirense conseguiu algumas jogadas. Acho que o empate foi justo", disse.

Ao comentar sobre o esquema tático do time no confronto e as oportunidades de gol desperdiçadas, Marcelo Oliveira alegou a necessidade de melhorar o último passe para construir finalizações e aumentar as possibilidades de sucesso.

"Não soubemos aproveitar na última jogada. Atacávamos, mas erramos demais. O Figueirense não agredia. Numa bola perdida acabamos sofrendo o gol. Perdemos o Fred e aí ficou mais difícil. Numa circunstância dessa, o resultado acabou sendo bom. Expulsão sempre atrapalha. Jogo de futebol está muito físico. Quando sai um jogador sacrifica muito você se sustentar. Em outros lances também ele (árbitro) foi um pouco complicado", explicou.

Quem também comentou sobre os lances mais polêmicos do jogo foi o atacante Fred, expulso diretamente após acertar uma cotovelada em Elicarlos.

"Situação desagradável dessa fica até ruim falar sobre o gol. Desde meu antigo time, todas as vezes que a gente vinha jogar aqui é a mesma situação. Vários cartões, jogador expulso para aniquilar a situação. Na minha expulsão, não fiz movimento de dar cotovelada em ninguém, tanto que o Elicarlos também bateu na minha nuca. Não tive maldade, não mereci a expulsão. Nunca vi esse arbitro no Brasileirão. Em jogo de uma importância dessa tem que colocar alguém preparado", criticou o atacante.

Ao comentar sobre a atuação do Atlético-MG na partida, o autor do gol atleticano destacou que as duas equipes disputaram um jogo sem maldades em nenhum lance.

"A nossa disputa foi leal em todos os lances. Às vezes estávamos chegando atrasado, às vezes pega, mas é disputa de jogo. Não teve deslealdade nem deles com a gente, nem a gente com eles. Mas a gente viu que o árbitro estava despreparado. Não dá para julgar ninguém, mas, se a gente analisar as atitudes, ele não veio para fazer coisa boa", concluiu Fred.

O Atlético-MG tem uma semana cheia para corrigir as falhas e manter a sequência de jogos sem perder. O time enfrenta o Flamengo às 11 horas da manhã do próximo domingo (10), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília/DF.