Em lados opostos na tabela, Atlético-MG e Santa Cruz duelam em busca dos três pontos

Enquanto o Galo tenta alcançar de vez o pelotão da frente, o time pernambucano busca se distanciar do Z-4

Em lados opostos na tabela, Atlético-MG e Santa Cruz duelam em busca dos três pontos
Foto: Bruno Cantini/Atlético
Atlético-MG
Santa Cruz
Atlético-MG: Victor, Carlos César, Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Donizete, Carioca, Robinho, Maicosuel, Lucas Pratto (Lucas Cândido) e Fred
Santa Cruz: Tiago Cardoso; Léo Moura, Wellington, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, Jadson e Danilo Pires; Arthur, Keno e Grafite
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 17° rodada do Campeonato Brasileiro 2016 na Arena Independência em Belo Horizonte, sábado 30 de agosto às 21h

Atlético-MG e Santa Cruz travam, neste sábado (30) às 21h no Independência em Belo Horizonte, novo duelo pelo Campeonato Brasileiro após praticamente 15 anos. O último confronto entre as equipes foi em agosto de 2001, empate em 1 a 1 no estádio Arruda em Recife pela primeira fase do brasileirão daquele ano. Desta vez em solo mineiro, o embate será válido pela 17° rodada.

O Galo vem de uma importante vitória contra o Palmeiras em São Paulo e ocupa a 7° colocação com 26 pontos. O alvinegro busca a vitória para encostar de vez no pelotão da frente. Enquanto o Santa tem 17 pontos e está na 16° posição, a primeira fora do z4. Os comandados de Milton Mendes querem se recuperar da derrota sofrida em casa para se reabilitar no campeonato e continuar fora da zona de rebaixamento.

Mistério e pés no chão

O clima na Cidade do Galo não poderia ser melhor. Após o triunfo diante do Palmeiras fora de casa, os jogadores treinaram todos os dias com descontração e pregando pés no chão para manter o bom momento: “As equipes que estão lá embaixo querem complicar de qualquer jeito porque tem o desespero de vencer para tentar fugir do Z4. Então, é jogar dentro das nossas características, pressionar o adversário e ter um contra-ataque rápido. Conseguindo juntar isso tudo, temos grande chance de vencer a partida”, avaliou o volante Rafael Carioca.

Marcelo Oliveira tem a opção de repetir a formação da última rodada com três volantes, ou optar por uma formação mais ofensiva com o atacante Lucas Pratto. O treinador não confirmou a escalação:

"Fred e Pratto significa jogar com dois mais adiantados, porque nenhum dos dois faz o papel de meia. Jogando assim, teríamos de fazer uma reorganização atrás para ficarmos mais seguros. É uma formação que gosto, embora não tenha definido ainda. A utilização dele (Pratto) com Fred e Robinho pode mudar um pouco a forma de jogar. São jogadores mais de meio para frente, mas esses jogadores, com um pouquinho de posicionamento e boa vontade, podem participar da recomposição. Treinamos duas formações e vamos levar o melhor time possível", finalizou o comandante alvinegro.

Mas nem tudo é mistério no Atlético. O venezuelano recém contratado, Rômulo Otero, teve seu nome divulgado no BID da CBF e foi confirmado por Marcelo Oliveira como opção de banco, podendo fazer sua estreia.

O provável time deve ser formado por: Victor, Carlos César, Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Donizete, Carioca, Robinho, Maicosuel, Lucas Pratto (Lucas Cândido) e Fred.

Para quebrar o Tabu

O Santa Cruz, nunca venceu o Atlético em Minas Gerais. Quem pensa que este dado pode servir para desanimar os jogadores do tricolor pernambucano está enganado. Para o técnico Milton Mendes esta é uma motivação “peso três”:

“É um peso dois. Peso dois? Mas pode ser um peso três aís nessa moral. Seria muito bom (vencer em Minas Gerais). Estamos trabalhando para que a equipe tente ser ela própria. Eles têm de ser eles próprios”.

O treinador terá que quebrar a cabeça para armar o time pernambucano, pois terá cinco desfalques: o lateral-direito Vítor (dores na panturrilha), o atacante Marion (com um inchaço no joelho) e o volante Wellington Cézar (tendinite no joelho direito), além do zagueiro Neris (lesão na coxa direita) e do meia João Paulo (suspenso).

Por isso, Milton prefere adotar o mistério e não confirmou a escalação para o jogo deste sábado (30). Ele esteve no Independência para acompanhar Atlético e Coritiba e estudar seu próximo adversário:

“Eles têm uma atmosfera muito boa e gostam de jogar no Independência porque é pequeno, faz um eco bem maior do torcedor. Eles estão em um momento bem melhor do que estavam quando fui lá assistir. Devem colocar mais torcedores, até. E o jogador gosta desse clima maravilhoso”.

O provável Santa cruz para encarar o Galo será: Tiago Cardoso; Léo Moura, Wellington, Danny Morais e Tiago Costa; Uillian Correia, Jadson e Danilo Pires; Arthur, Keno e Grafite