Marcelo Oliveira e jogadores mantém esperança pelo título: "Ainda estamos na briga"

Apesar da distância de 5 pontos para Palmeiras e 4 para Flamengo, primeiro e segundo colocado respectivamente, jogadores e técnico ainda acreditam na conquista

Marcelo Oliveira e jogadores mantém esperança pelo título: "Ainda estamos na briga"
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

O Atlético-MG fez mais uma vítima no Horto. Embalado pela torcida que compareceu em peso, venceu o Internacional por 3 a 1 na noite deste domingo (25) e continua na caça aos líderes no Campeonato Brasileiro 2016.

O jogo começou com forte ataque atleticano e logo a equipe da casa conseguiu abrir 2 a 0 no placar com gols de Fred e Clayton. Robinho e Cazares estavam se movimentando bem e abastecendo os atacantes alvinegros.

O Internacional conseguiu diminuir com Gustavo Ferrareis após cobrança de lateral dentro da área ainda no primeiro tempo. O time gaúcho voltou para o segundo tempo determinado a buscar o empate e a virada, pressionou durante quase todo o tempo complementar, mas sem sucesso. No fim, Pratto, que havia entrado no lugar de Fred, fez o terceiro gol, que selou a vitória atleticana.

Após a partida, os jogadores estavam animados com a atuação e com a sequência do campeonato.

"Como nós somos "mineirinhos", vamos comendo pelas beiradas. Vimos uma matéria que estão apontando só Palmeiras e o Flamengo. Eles ainda vão tropeçar. Quando isso acontecer, nós vamos estar preparados para assumir a ponta. Quem sabe não será no momento crucial?" disse o lateral Patric que esteve de volta ao time após lesão.

O atacante Robinho também destacou que o Atlético ainda está na briga pelo título brasileiro: "Muita gente apostando mais no Palmeiras e no Flamengo, mas estamos quietinhos, trabalhando. Muita gente achou que o jogo contra o Internacional seria fácil, mas não foi assim. Vencemos e seguimos na briga pelo título."

Na coletiva de imprensa após a partida, Marcelo Oliveira fez uma breve análise da partida:

"Vitória difícil, que começou muito bem construída no segundo tempo. O que foi fora da curva foi o gol (do Inter). O Ceará foi meu jogador no Cruzeiro, bate bem na bola. Nos descuidamos, e o gol deu muita força para o adversário, que briga na parte de baixo, mas tem tradição, camisa e bons jogadores. Deu gás para eles, que cresceram. Erramos passes, e dificultou. Ficou um pouco dramático até o terceiro gol, mas foi uma vitória fundamental para seguir na busca pelos dois concorrentes (Flamengo e Palmeiras) neste momento."   

O comandante ainda aproveitou para parabenizar o jovem zagueiro Gabriel, que foi titular após Erazo ser vetado horas antes do jogo: "O Gabriel jogou muito bem, um erro só no jogo. Seguro, muito firme e veloz."

O próximo confronto do Atlético pelo Campeonato Brasileiro é contra a Ponte Preta em Campinas no sábado (1º). Antes disso, o alvinegro entra em campo pela Copa do Brasil na quarta feira (28) contra o Juventude.