Dátolo esclarece polêmica e assume ser dono de dinheiro apreendido em aeroporto

Jogador divulgou nota por meio de sua assessoria de imprensa, alegando que a origem do montante é lícita

Dátolo esclarece polêmica e assume ser dono de dinheiro apreendido em aeroporto
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

O meia do Atlético-MG, Jesús Dátolo, admitiu, na noite desta quinta-feira (29), ser dono do dinheiro apreendido no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, na última quarta-feira (28). O jogador esclareceu, por meio de sua assessoria de imprensa, defendendo que a origem do dinheiro é licita e que tudo não passa de um mal entendido. 

Tudo aconteceu após dois argentinos serem presos no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, onde portavam R$ 150 mil, sem fazer qualquer declaração para as autoridades alfandegárias. A identificação da conta do jogador do Atlético-MG foi feita por policiais federais.

O caso vinha sendo investigado há cerca de dois meses, com a rota sendo feita entre Brasil e Argentina por um dos presos. Caso ocorra a condenação, a pena chegará a seis anos de prisão em regime fechado por crime de evasão de divisas, segundo informou a Polícia Federal. Os dois passageiros foram levados a sede da PF, no Rio de Janeiro.

O Atlético informou que se tratava de um caso pessoal do jogador. Ainda acrescentando que não houve nenhum tipo de conversas entre clube e atleta, mas que, caso seja solicitado, o departamento jurídico do clube prestará toda a orientação necessária.

Confira abaixo a nota divulgada

Nota de esclarecimento - Jesús Dátolo
 
Na noite de ontem, no aeroporto do Rio de Janeiro, houve um mal-entendido com dois amigos de infância, que me prestam diversos tipos de serviço.
 
Venho a público informar que a origem do dinheiro é lícita, proveniente do meu salário, e que os devidos esclarecimentos serão dados às autoridades competentes.
 
Sem mais,
 
Jesús Dátolo