Nepomuceno responde América-MG e classifica ameaça de expulsão do Independência como "piada"

Mandatário alvinegro respondeu as declarações do dirigente americano sobre não jogar no Horto

Nepomuceno responde América-MG e classifica ameaça de expulsão do Independência como "piada"
Nepomuceno vem criticando duramente as vendas de mando de campo (Foto: Bruno Cantini/CAM)

O presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, e o dirigente do América-MG, Alencar da Silveira Júnior, vêm trocando farpas via imprensa desde a última semana. O mandatário alvinegro criticou duramente a postura do América-MG em vender seu mando de campo contra o Palmeiras, para Londrina, entendendo que isto prejudicaria os demais times que lutam pelo título do Brasileirão.

A resposta, horas depois, veio via Twitter. Alencar respondeu o dirigente atleticano ameaçando, inclusive, de proibir o Galo de jogar no Independência: “Se o Daniel continuar enchendo o saco pela transferia do nosso jogo vou proibir o Atlético de jogar no nosso estádio, inquilino é duro!” escreveu o dirigente do Coelho.

Na última segunda-feira (10), durante a entrega da Medalha de Mérito promovida pelo Galo, Daniel voltou a confrontar Alencar e espera que este tipo de comportamento dos clubes, de vender os mandos de campo, não seja mais permitido pela CBF: “Piada. Não sou de rede social, não vou render muito. Eu falei o que tinha que falar. Espero que a CBF, nos próximos jogos, não permita mais isso, para que, no ano que vem, essa prática seja aniquilada”, afirmou Nepomuceno para o jornal mineiro O Tempo.

O América negociou a partida por R$ 700 mil. Neste ano, em 25 jogos no Independência, o Coelho arrecadou R$ 1,4 milhão bruto, sendo R$ 578,6 mil em três jogos como mandante contra o Galo, no Horto. Vale lembrar que o Estádio Independência atualmente é administrado pela empresa BWA, através de concessão do governo, apesar de ainda ser propriedade do América-MG. Em 2012, a administradora firmou contrato com o Galo para mandar seus jogos na Arena até 2022.

Na próxima quinta-feira (13), às 19h30, Coelho e Galo se enfrentram em jogo válido pela 30ª rodada, no Mineirão e, estará em jogo não só a polêmica entre os dirigentes, mas também a oportunidade do alviverde respirar no campeonato, ou do alvinegro aumentar suas chances de título.