Irritado com erros, presidente do Atlético-MG detona arbitragem do jogo contra Botafogo

Daniel Nepomuceno e Rodolfo Gropen, presidente do conselho deliberativo, criticaram Wagner Reway-MT após o duelo deste domingo

Irritado com erros, presidente do Atlético-MG detona arbitragem do jogo contra Botafogo
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Conhecido por ser sempre muito tranquilo, o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, não deixou passar as falhas cometidas contra o Galo na partida onde o time mineiro saiu derrotado perante o Botafogo, por 3 a 2, no Rio de Janeiro, e detonou o árbitro Wagner Reway-MT. O mandatário atleticano deverá ir à CBF pedir punição ao juíz. 

"É revoltante. Com investimento bilionário no futebol não pode ficar passivo de erro para decidir campeonato. Eu vou à CBF. Temos que ter uma mudança e veto a árbitro que erra, que simplesmente não tem critério. Não adianta ter sorteio. Tem que ter poder de veto. Não tem como o cara chegar, ter critérios diferentes, não ter qualificação para apitar, e simplesmente ficar impune", declarou à Rádio Itatiaia

O presidente atleticano já havia criticado a arbitragem do juíz Sandro Meira Ricci na partida entre Flamengo e Fluminense, onde o brasiliense comentou, em sua conta pessoal na rede social Twitter, o gol anulado da equipe tricolor, que acabou definindo a derrota para o rubro-negro.

"Semana caótica da arbitragem brasileira! Não adianta mudar o comando pra vermos essa vergonha que vimos hoje", postou.

Outro mandatário atleticano, Rodolfo Gropen, recém-eleito presidente do conselho deliberativo do Atlético-MG, também não deixou passar a arbitragem polêmica de Wagner Reway e também utilizou de sua conta no Twitter para criticar o árbitro.

"Este é o cidadão soprador de apito que a CBF colocou para apitar um jogo importante como este. Vergonha", escreveu.

Com a derrota deste domingo e a vitória do Palmeiras sobre o Figueirense, o Atlético-MG ficou mais distante da disputa pelo título brasileiro, com oito pontos de diferença perante ao time paulista.