Diferente dos últimos anos, Atlético-MG terá de reverter vantagem longe de BH

"Eu acredito" funciona fora de casa? Galo sai perdendo por 3 a 1 no primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil e agora precisa de três gols em Porto Alegre

Diferente dos últimos anos, Atlético-MG terá de reverter vantagem longe de BH
Maior artilheiro do Brasil no ano, com 25 anos, Robinho pouco produziu contra o Grêmio (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)

A derrota indigesta para o Grêmio, por 3 a 1, no Mineirão, na primeira final da Copa do Brasil 2016, deixou o Atlético-MG em uma situação semelhante à dos últimos anos, quando teve de reverter placares adversos para conquistar a Copa Libertadores (2013) e a própria Copa do Brasil (2014). Desta vez, porém, há um obstáculo inédito no percurso do Galo: o segundo jogo é na casa do adversário, ou seja, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre/RS.

Pratto não conseguiu ir às redes na noite dessa quarta-feira (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)
Pratto não conseguiu ir às redes na noite dessa quarta-feira (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)

Como saiu perdendo no primeiro duelo, a equipe alvinegra precisa fazer três gols, além de não sofrer nenhum, em solo gaúcho a fim de soltar o grito de campeão. Uma vitória pelo mesmo placar do jogo no Mineirão (2 a 0) leva o embate às cobranças de pênaltis.

Panorama, agora, é totalmente o oposto de 2013 e 2014

Para conquistar a sonhada Libertadores em 2013, o Galo precisou superar a queda de rendimento nas fases finais. Contra o Newell’s Old Boys, semifinal, perdeu por 2 a 0 na Argentina, mas conseguiu a classificação suada em Belo Horizonte/MG, vencendo nos pênaltis. Na final, diante do Olímpia, outra derrota por 2 a 0 fora de casa, mas novamente saiu vitorioso, também com triunfo nas cobranças de pênaltis.

Já na Copa do Brasil, no ano seguinte, o drama aumentou. Além de perder o primeiro jogo das quartas de final e semifinal, contra Corinthians e Flamengo, respectivamente, a equipe sofreu gols dentro de casa (ambos os jogos disputados no Mineirão), o que obrigou os mineiros a fazer 4 a 1 nos dois confrontos para chegar à decisão.

Otimismo

Victor diz é que possível reverter a vantagem do Grêmio (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)
Victor diz é que possível reverter a vantagem do Grêmio
(Foto: Pedro Vilela/Getty Images)

Peça fundamental no time do Atlético desde 2012, ano que deixou o próprio Grêmio para se transferir à Cidade do Galo, o goleiro Victor mantém o otimismo mesmo com o resultado adverso. De acordo com o camisa 1 atleticano, o Galo pode reverter a situação e faturar o título.

O histórico demonstra que temos condições e capacidade para isso. Basta a gente melhorar e colocar em prática a qualidade que esse time tem. A gente sai triste pelo resultado de hoje [quarta-feira, 23], pela forma como atuamos, mas acreditando que é possível reverter, porque temos capacidade, temos time e jogadores técnicos que podem fazer a diferença. Basta a gente fazer algo a mais na semana que vem para, mais uma vez, buscar uma reação que para muitos parece impossível, mas para o Atlético não existe esse negócio de impossível”, garantiu.