Atlético-MG contraria CBF e garante que não jogará contra Chapecoense

“A gente respeita a dor, não é momento para cobrar de jogador nenhum a receita do esporte”, afirma presidente Daniel Nepomuceno

Atlético-MG contraria CBF e garante que não jogará contra Chapecoense
Para Nepomuceno, não há necessidade da realização do jogo (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

Em rápida entrevista coletiva nesta quinta-feira (1ª), na Cidade do Galo, o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, garantiu que o clube alvinegro não jogará contra a Chapecoense no dia 11 de dezembro, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Segundo o mandatário, não há clima para haver jogo após a tragédia que tirou a vida de 19 jogadores e integrantes da comissão técnica da Chape.

No momento de dor e respeito à tragédia, ficamos de luto e tem que ficar resignado e respeitar e não simplesmente ir para a TV e ficar declarando. Vim aqui para informar que o Atlético não vai para jogar a última partida. A gente respeita a dor, não é momento para cobrar de jogador nenhum a receita do esporte. Já comuniquei a CBF, conversei com presidente Marco Polo, que concordou. Haverá uma punição com a perda dos três pontos, mas o time não terá sua posição alterada. É o mínimo que se pode ter com a cidade, com os familiares, pelo estado e o país que sofre com a tragédia”, disse Nepomuceno.

A partida entre Chapecoense e Atlético estava marcada para o próximo domingo (4), na Arena Condá, em Chapecó. Mas a CBF adiou o confronto para o dia 11 em função da queda do avião que transportava jornalistas, dirigentes e jogadores da Chape a Medellín, na Colômbia, para a disputa do primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana. O acidente tirou a vida de 71 tripulantes, enquanto 6 sobreviveram.

O Atlético, no mesmo dia da tragédia, emitiu uma nota pedindo o cancelamento do jogo. A CBF, por sua vez, optou por somente postergar o confronto.

Portanto, a última vez que o Galo entrará em campo nesta temporada será na próxima quarta-feira (7), quando visita o Grêmio, em Porto Alegre/RS, valendo pela decisão da Copa do Brasil. Como perdeu na ida, no Mineirão, por 3 a 1, o time mineiro precisa vencer por três gols de diferença na Arena do Grêmio para conquistar o título. Triunfo por 2 a 0 leva a disputa para os pênaltis. Já o Grêmio pode até perder por um gol de diferença que mesmo assim levantará a taça.