Após nova derrota em casa, jogadores do Atlético-MG apontam problemas nas finalizações

Derrota para Bahia foi quarta em oito partidas como mandante pelo Campeonato Brasileiro; Victor e Fred atribuem má fase à dificuldade em transformar chances em gols

Após nova derrota em casa, jogadores do Atlético-MG apontam problemas nas finalizações
Fred disputando bola pelo alto, jogada recorrente em partidas do Galo (Foto: Bruno Cantini/ Atlético-MG)

Ver o Atlético perder em casa não tem sido a tônica dos últimos anos para o torcedor do Galo, mas, no Brasileirão de 2017, essa realidade está bem diferente. Contra o Bahia, pela 15ª rodada da competição, o Galo perdeu pela quarta vez em Belo Horizonte. O time de Roger Machado segue sendo o quinto pior mandante do campeonato, tendo conquistado apenas oito dos 24 pontos disputados no Independência.

A derrota por 2 a 0 para a equipe de Salvador só contribuiu para tornar o clima entre o time e os torcedores ainda mais desagradável. Poucos nomes souberam dar explicações após a partida, faltando palavras até mesmo aos atletas mais experientes.

O atacante Fred foi quem cometeu o pênalti que deu origem ao primeiro gol do Bahia, ainda aos 13 minutos do segundo tempo. O camisa 9 teve chances para se redimir e abrir o placar, mas parou em boa atuação do goleiro Jean. Muito acionado, Fred foi principal alvo dos 49 cruzamentos feitos pela equipe mineira durante a partida, utilizando a jogada mais de uma vez a cada minuto de posse de bola. Para Fred, faltou sorte ao time alvinegro.

"É procurar evoluir. O futebol é dos dois times. Tem dia que é a noite deles. O goleiro deles pegou tudo. A gente criando e fazendo tudo certo, e a bola não entrando. E eles chutando duas e conseguindo fazer", disse o atacante.

Do outro lado do campo, o goleiro Victor ressalta o trabalho de criação do time, mas prega que os jogadores sigam trabalhando para voltar ao tempo de sucesso dentro de casa.

"Hora de trabalhar mais. Coisa fica difícil de explicar. O nosso time tem batalhado, lutado, mas a bola não está entrando. Temos que melhorar nosso retrospecto para fazer o Horto, mais uma vez, a nossa força", afirma o goleiro e capitão do time.

A chance de redenção do Atlético já é no próximo domingo (23), quando o time recebe o Vasco, em jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

 

Atlético MG