Com dois de Paulinho, Vasco bate Atlético-MG no Independência

Jovem atacante, de apenas 17 anos, comanda vitória do alvinegro carioca; Yago diminuiu para o Galo

Com dois de Paulinho, Vasco bate Atlético-MG no Independência
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
Atlético - MG
1 2
Vasco
Atlético - MG: Giovanni,Alex Silva,Jesiel,Matheus Mancini,Fábio Santos, Rafael Carioca,Yago, Marlone,Otero,Robinho,Cazares, Rafael Moura
Vasco: Martín Silva, Gilberto, Paulão, Rafael Marques, Ramon, Jean, Bruno Paulista, Escudero, Paulinho, Mateus Vidal, Paulo Victor
Placar: Paulinho 14' 1ºT e 22' 2º T , Yago 16' 1ºT
ÁRBITRO: RAPHAEL CLAUS (SP). AUXILIADO POR ALEX ANG RIBEIRO (SP) E TATIANE SACILOTTI DOS SANTOS CAMARGO (SP). CARTÕES AMARELOS: 10/1ºT YAGO, 16/1ºT ESCUDERO, 30/1ºT BRUNO PAULISTA, 2/2ºT ALEX SILVA, 17/2ºT OTERO, 22/2ºT MATHEUS MANCINI, 27/2ºT MARLONE
INCIDENCIAS: PARTIDA VÁLIDA PELA 16º RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO, NA ARENA INDEPENDÊNCIA, EM BELO HORIZONTE.

A Arena Independência recebeu um duelo de alvinegros na noite deste domingo (23), pela 16° rodada do Campeonato Brasileiro, e o lado carioca foi quem se deu bem. O Vasco bateu o Atlético-MG por 2 a 1 com gols de Paulinho, enquanto Yago anotou para os mandantes. Esta foi a quinta derrota do Galo em casa neste Brasileirão. 

O Atlético emplacou uma sequência negativa de duas derrotas seguidas diante do seu torcedor: revés contra o Bahia e, agora, contra o Vasco. Dos nove jogos disputados no Horto, o time mineiro saiu derrotado de cinco. 

Já o Vasco vinha de uma vitória contra o Vitória por 4 a 1 e um empate contra o São Paulo por 0 a 0. A equipe carioca tinha conquistado apenas um triunfo fora de casa até então. Além disso, a última vitória do Vasco sobre o Galo em Belo Horizonte tinha sido em 1993.

Com o triunfo, o Vasco chegou à oitava colocação, agora com 23 pontos. Por outro lado, a Galo permaneceu com seus 20 pontos, mas caiu duas posições: a equipe alvinegra figura a 13° colocação. 

Na próxima rodada, o Vasco enfrentará o Atlético-PR no Rio de Janeiro, e o Atlético jogará contra o Coritiba, no Couto Pereira. 

Primeiro tempo pegado, movimentado e sem Fred 

Com um início de jogo pegado e bem movimentado, as duas equipes mostraram muita disposição e vontade de vencer. Porém aos 10 minutos, o atacante Fred sentiu uma fisgada na panturrilha e deixou o campo. 

Mesmo sem o artilheiro da temporada, o jogo continuou bastante pegado. A prova disso foi o gol antes dos 15 minutos do primeiro tempo. Escudero lançou para Paulinho, que chutou com precisão na saída do goleiro Giovanni, fazendo 1 a 0 para o Vasco no Horto. O garoto de 17 anos fazia sua primeira partida como titular e mostrou muita qualidade ao finalizar contra o marcador atleticano. 

Porém, o Atlético não se abateu e quatro minutos depois, o volante Yago, revelado pela base do Galo, deixou tudo igual novamente. Após o time carioca sair errado, Robinho roubou a bola e tocou para Yago, que avançou livre de marcação e deu um belo chute a gol. Antes de entrar, ela ainda bateu no travessão para depois morrer no fundo das redes. O primeiro gol do volante como profissional.

Galo cria, mas é castigado com Paulinho novamente

Na volta do intervalo, o Atlético mostrou a mesma postura ofensiva em busca da virada. O torcedor que compareceu ao Horto viu o chute de Rafael Moura parar nas mãos de Martín Silva e a cabeçada do jovem zagueiro Jesiel sair por cima do gol vascaíno.

Sendo dominado pelo time da casa, o Vasco encontrou no contra-ataque a grande arma para sair com a vitória, e assim foi feito. Guilherme Costa, que entrou no lugar do Escudero, arrancou pela direita, tocou para Paulinho, que deu um belíssimo chute e viu a bola morrer no ângulo do goleiro atleticano, ampliando o placar aos 22 minutos do segundo tempo. 

Mesmo com a posse de bola a seu favor, o Galo não soube transformar as chances construídas em chances claras. Uma das únicas oportunidades de gol, após sofrer a virada, foi com o meia Cazares, que chutou de fora da área mas a bola acabou saindo pela linha de fundo. Já o Vasco foi eficiente na organização da sua defesa, impedindo os ataques atleticanos. No fim, a organização do visitante prevaleceu e o clube carioca saiu com os três pontos de Belo Horizonte. 

Atlético MG