Victor vê Atlético-MG melhor, mas aponta Corinthians mais eficiente

Goleiro alvinegro ainda descordou a respeito das vaias do torcedor ao final de mais uma derrota em casa no Brasileirão

Victor vê Atlético-MG melhor, mas aponta Corinthians mais eficiente
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Com uma posse bola de bola maior, o goleiro Victor argumentou a derrota, por 2 a 0, para o Corinthians, líder invicto do campeonato, como injusta. O arqueiro foi um dos únicos que falou com a imprensa após a 6ª derrota em 10 jogos em casa.  Para ele, o clube paulista se destacou na precisão em cima dos erros do Atlético-MG.

"Vi o Atlético superior. Tivemos mais posse de bola, jogamos dentro do campo deles, mas não conseguimos reverter as chances em gols. Criamos mas não concluímos. O Corinthians tem um time organizado e entrosado e foi mais feliz nas poucas poucas chances que criou",  disse o goleiro, que afirmou ver o time com outro espírito após a demissão do gaúcho Roger Machado.

Ainda explicando o que faltou para o Galo sair pelo menos com um empate do jogo, Victor justificou dizendo que raça e oportunidades não faltaram para que o Atlético chegasse ao gol e ainda discordou das vaias espressadas pelos 45 mil torcedores presente, impacientes e descontentes com os resultados que o clube apresenta dentro de casa, ao final do jogo.

"Nossa postura foi extremamente competitiva. Nos entregamos por completo, mas faltou capricho no último terço do campo. Ouvi algumas manifestações da torcida que não cabem no dia de hoje", reclamou.

O próximo compromisso do Atlético no Campeonato Brasileiro será contra o Grêmio, em Porto Alegre, ás 16h, no domingo (06), já na quarta-feira (9) o Galo volta á campo, em casa, pela Copa Libertadores contra o Jorge Wilstermann da Bolívia, partida onde o clube mineiro terá que vencer por dois gols de diferença para se classificar as quartas de final da competição e por fim, no domingo (13) enfrenta o Flamengo, também em casa, pela 19ª rodada do Brasileirão, partida qur tem tendência de ocorrer novamente no Mineirão.

Atlético MG