Atlético B goleia Betis-MG e marca inauguração de jogos profissionais na Cidade do Galo

Com estrutura improvisada no campo 4 do CT, time B atleticano fica perto dos líderes da segunda divisão do Estadual

Atlético B goleia Betis-MG e marca inauguração de jogos profissionais na Cidade do Galo
Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG
Atlético B
7 1
Betis-MG

Com treino da equipe profissional e jogo de estreia nas estruturas da Cidade do Galo, a quarta-feira (6) foi intensa no CT do Atlético-MG. O time b atleticano jogou contra o Betis-MG, da cidade de Ouro Branco, e venceu por goleada: 7 a 1.  A partida foi válida pela oitava rodada da segunda divisão do Campeonato Mineiro. Os gols atleticanos foram marcados por Élder Santana (3), Marco Túlio (2), Mansur e Roldan. Os visitantes descontaram com D’Alessandro.

Os jogos que já acontecem na Cidade do Galo são das categorias de base. A estrutura para a partida mudou completamente a rotina do CT atleticano. Para que tivesse como receber a torcida, foi instalada uma arquibancada provisória e banheiros químicos.

A diretoria do Atlético-MG foi em busca dos laudos necessários. Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA-MG) e Vigilância Sanitária. Após obter os laudos, o clube passou duas partidas para a Cidade do Galo. Além do Betis-MG, que foi goleado nessa quarta-feira, o time B do Galo também vai receber o Poços de Caldas, pela décima rodada, marcada para o dia 15 deste mês.

Com a goleada de 7 a 1, o time treinado por Caio Zanardi chegou a 12 pontos, com um a menos do que o Ipatinga-MG, que está no segundo lugar. O líder da competição é o Coimbra-MG, com 16 pontos e um jogo a menos. Disputado nove equipes, o sistema de disputa é como na Série A do Campeonato Brasileiro, por pontos corridos. Os dois primeiros colocados sobem para o Módulo 2 do Mineiro em 2018.

Se o Galo B encostou nos líderes, o Betis-MG segue como a pior campanha. São sete derrotas em sete jogos, sofrendo 31 gols e apenas marcando apenas quatro. No entanto, a equipe de Ouro Branco não está na lanterna, pelo fato de o Inter de Uberlândia, ter recebido punição com perda de pontos ficando com - 2. Mas o Inter-MG tem um empate em seis jogos, justamente contra o Atlético B.

Com a estrutura improvisada, a arquibancada instalada acima do campo 4 era pequena e teve ocupação máxima, de amigos e familiares dos jogadores. Como a carga era de apenas 77 entradas, os ingressos foram comercializados apenas entre os atletas. E o mesmo irá ocorrer no duelo com o Poços de Caldas-MG. Porém, a partida foi acompanhada por muito mais do que 77 pagantes. O número de não pagantes foi bem maior, porque funcionários da Cidade do Galo e atletas das categorias de base foram prestigiar os companheiros que estavam em campo.

Ao montar a equipe sub-23 a diretoria já tinha em mente utilizar um espaço em seu CT, porém as obras do mini estádio com capacidade para 2 mil pessoas, não havia sido concluída e com isso o time do Atlético-MG B mando seus primeiros jogos válidos pela terceira divisão do estadual na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

A expectativa é que o mini estádio seja inaugurado em Outubro, até lá o campo 4 da Cidade do Galo será de forma improvisada a casa do time B atleticano, com estrutura para imprensa, jogadores e torcedores. Como o campo 4 fica distante dos vestiários, os jogadores aquecem e trocam de camisa ali mesmo.