Fim de um ciclo: relembre trajetória vitoriosa de Marcos Rocha pelo Atlético-MG

A temporada 2018 será de novos ares para o lateral-direito, que foi emprestado para o Palmeiras por um ano

Fim de um ciclo: relembre trajetória vitoriosa de Marcos Rocha pelo Atlético-MG
Lateral vestirá a camisa do Palmeiras em 2018, mas está eternizado nas páginas da hisória do Atlético-MG (Foto: Pedro Vilela/Getty Images)

Mineiro de Sete Lagoas, Marcos Rocha escreveu seu nome na história no Atlético-MG. Formado nas divisões de base do clube, o lateral-direito é o atleta da posição que mais disputou jogos com a camisa do Galo – 307 partidas – e foi figura importantíssima nas conquistas recentes do alvinegro – destaque para os títulos da Libertadores, em 2013, e da Copa do Brasil, em 2014.

Na agremiação desde 2006, o camisa 2 conheceu de perto como é a dor e a delícia de jogar no Atlético. Se por um lado, o atleta foi peça importante nas conquistas, ele também acompanhou de perto os momentos difíceis do time, quando ainda lutava para não cair no Brasileiro ou fazia campanhas fracas e incompatíveis com sua grandeza. Durante o período de turbulência, o atleta foi emprestado para outros clubes três vezes. Em 2008, defendeu o CRB, já em 2010, atuou pela Ponte Preta, mas foi no América-MG que Marcos Rocha teve uma passagem de dois anos muito bem-sucedida, inclusive, participando o acesso do Coelho para a Série A de 2011.

De volta ao Galo em 2012, o lateral se firmou como titular absoluto logo no Campeonato Mineiro e marcou dois gols na campanha do título estadual, além de dar mais duas assistências no torneio. Mas sua afirmação aconteceu mesmo no Brasileirão. Com um 1° turno impecável com mais de 82%, o Atlético foi vice-campeão naquele ano e teve vários destaques, sendo um deles Marcos Rocha. Sempre ofensivo em suas jogadas, foi responsável por participar de vários gols do Atlético e como consequência disso, o jogador foi convocado pelo técnico Mano Menezes para dois amistosos da Seleção Brasileira contra a Argentina

Eleito nas últimas quatro edições do Campeonato Brasileiro o melhor da posição no país, ele não escondeu o orgulho pelas marcas conquistadas no Atlético-MG e agradeceu o carinho da torcida em um post feito em suas redes sociais, nesta quarta-feira (27).

“Não tenho palavras pra descrever tudo que sinto, que penso e que tenho pra dizer sobre o tamanho da minha gratidão e carinho por você, ATLÉTICO. Me deu a chance de chegar onde nunca imaginei, ser campeão de diversos títulos, chegar à seleção Brasileira, ser por diversas vezes o melhor lateral direito do Brasil, a viver o melhor do futebol, todas as vitórias que juntos conseguimos e o que aprendemos a cada derrota. Fica aqui o meu agradecimento por essas seis temporadas consecutivas, onde eu tentei honrar essa camisa e levar alegria para todos vocês, TORCEDORES E ADMIRADORES do meu trabalho, funcionários e amigos. Peço desculpas por qualquer coisa (nem tudo que vocês vão ouvir é verdade). Tenho 12 anos de clube, entre idas e vindas, e é apenas um “até logo”. OBRIGALO a todos! @Atletico #GaloSempre”.

Números de Marcos Rocha pelo Atlético:

Estreia de Marcos Rocha como profissional

Data: 07/02/2009

Competição: 3ª rodada do Campeonato Mineiro

Jogo: Social-MG 0 x 3 Atlético Mineiro

Estádio: Ipatingão

Situação: titular – atuou durante os 90 minutos

Treinador: Emerson Leão 

Dados de Marcos Rocha no Atlético Mineiro:

307 jogos pelo Atlético

51 em 2017

13 gols

Títulos:

Campeonato Mineiro (2012, 2013, 2015 e 2017)

Copa do Brasil (2014)

Recopa Sul-Americana (2014)

Copa Libertadores (2013)

Superclássico das Américas – Seleção Brasileira (2012)

Premiações Individuais:

Melhor lateral-direito do Troféu Guará – (2010,2011,2012,2013,2014,2015,2017)

Melhor lateral-direito do Troféu Craques do Brasileirão – (2012,2013,2014,2015)

Melhor lateral-direito do Troféu Globo Minas – (2013, 2015,2016,2017)

Melhor lateral-direito do Troféu Telê Santana – (2014,2015)