Valdívia espera continuar no Atlético-MG após fim do Campeonato Mineiro

Jogador precisa retomar bom futebol para ter seu contrato renovado até o fim do ano

Valdívia espera continuar no Atlético-MG após fim do Campeonato Mineiro
Atleta não correspondeu ao que se esperava dele na temporada passada (Foto: Pedro Vivela/Getty Images)

O clima para o meia Valdívia no Atlético-MG é de contagem regressiva. Com contrato até maio desse ano, o jogador, que pertence ao Internacional, ainda não teve seu contrato renovado. Sem espaço no time titular, o atleta não aproveitou as poucas oportunidades que teve em campo em 2017 e hoje treina no time reserva, mas sonha com um 2018 melhor.

Em coletiva dada nesta sexta-feira (12) à imprensa, Valdívia se mostrou motivado a mostrar serviço no início do Campeonato Mineiro e nas primeiras fases da Copa do Brasil, para deixar claro para a nova direção do clube mineiro seu desejo de continuar vestindo a camisa alvinegra.

“Vou fazer minha parte, aqui ou em outro lugar vou jogar meu futebol alegre, feliz. Estou pensando em fazer um bom Mineiro, para poder ficar mais, até o fim da temporada. É o que eu mais quero. São dois anos que não fiz pré-temporada porque machuquei. Estou tendo esse privilégio de fazer a pré-temporada. Se dependesse só de mim seria muito mais fácil. Vou fazer um bom Mineiro e esperar o que vai acontecer”, disse.

O atleta pertence ao Internacional, mas chegou ao Atlético-MG por empréstimo, com os direitos fixados em R$ 54,6 milhões de reais. Entre os valores repassados ao colorado, a contratação ficou em torno de R$ 1,5 milhão de reais, pois envolvia um abatimento de uma dívida dos gaúchos com o Galo referente à venda do volante Eduardo, em 2017.

Após surgir como um atleta promissor no clube gaúcho, Valdívia tem passado por um período em baixa. No fim de 2015, ele sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo em um jogo da Seleção Sub-20. Depois disso, não conseguiu mais repetir o bom futebol. Em 2017, foram 31 partidas com dois gols e duas assistências com a camisa alvinegra. O jogador espera que 2018 seja um ano melhor.

“Tenho que fazer por merecer. Espero ficar mais, até o fim do ano (…) Espero jogar todos os jogos, fazer mais gols, ano passado fiz pouco. Queria mais. Me cobro muito, minha família me cobra, acostumei eles com gols. Quem faz gol, sempre tem que estar fazendo gol. Espero que esse ano eu melhore”, concluiu.