De volta ao Atlético-MG, Danilo acredita em concorrência sadia e se vê preparado para a temporada

Versátil, atleta treina na lateral esquerda e ainda pode atuar como meio-campo

De volta ao Atlético-MG, Danilo acredita em concorrência sadia e se vê preparado para a temporada
Foto: Divulgação / Atlético-MG

A pedido do técnico Oswaldo de Oliveira, Danilo está de volta ao plantel do Atlético-MG. O jogador tinha contrato com a Ponte Preta até o fim do Campeonato Paulista, mas o time alvinegro antecedeu o seu retorno.

Polivalente, a ideia é que Danilo jogue como lateral-esquerdo, posição que ganhou destaque pelo América-MG. No entanto, terá a concorrência de Fábio Santos.

“Fábio é um grande jogador, um amigo que tenho aqui dentro, um cara que me ensina bastante. Muito feliz pela temporada que ele fez. Fez gols também, virou batedor de pênaltis oficial. Se ele jogou esse tanto de partidas é porque estava apto para todas elas, está bem fisicamente e merece tudo o que aconteceu na vida dele ano passado. Estou muito feliz com o retorno. Quem tem a ganhar é o Atlético. Volto preparado para essa disputa sadia com o Fábio”, comentou.

Ao todo, o atleta fez 18 partidas e balançou as redes três vezes pelo Atlético-MG. Mas acabou perdendo espaço com o técnico Roger Machado. E esse foi um dos motivos que o fez sair.

“Foi opção realmente minha. Teve o contato da Ponte Preta, uma conversa quase totalmente direta comigo. Me senti bem naquele momento de ter saído, não estava sendo aproveitado nos últimos jogos pelo Roger. Aquilo me incomodou um pouco como jogador, porque não gosto de ficar de fora em nenhum momento. Acho que estava apto a jogar, mas não estava jogando. Tive uma sequência boa como lateral na Ponte, terminei o ano como meia de novo. Fico feliz com o desempenho que tive lá”, disse.

Pelos time que passou, Danilo jogava mais adiantado. O jogador vem treinando como lateral nesta pré-temporada, mas se vê preparado para jogar em todas as posições.

“É uma versatilidade que nem todos têm. Eu me sinto bem em todas as posições que me colocam para jogar. Trabalho muito para aprimorar em todas as posições, porque são características diferentes. Tenho dificuldade de jogar de costas, quando eu jogo na frente. Mas eu tento aprimorar isso sempre”, frisou.