Adilson admite queda de rendimento e espera reconquistar a titularidade no Atlético-MG

Em conversa particular com Oswaldo de Oliveira, o atleta disse que vai brigar pelo seu espaço

Adilson admite queda de rendimento e espera reconquistar a titularidade no Atlético-MG
Foto: Divulgação/Atlético-MG

No Atlético-MG desde a temporada passada, Adilson perdeu espaço no elenco alvinegro. O jogador viajou para disputar a Florida Cup, nos Estados Unidos, com o elenco Sub-23 e a princípio não faz parte dos planos do treinador. O volante acabou perdendo espaço no final da temporada passada e não participou das duas primeiras rodadas do Campeonato Mineiro.

Antes da participação alvinegra no torneio de pré-temporada nos Estados Unidos, Adilson procurou o técnico Oswaldo de Oliveira para conversar sobre sua situação. O volante deixou claro que continuará buscando seu espaço na equipe alvinegra. 

“Não fui cobrar. Ele não tem que dar explicações. Ele foi bastante sincero comigo. Muita gente terminou o ano bem, melhor do que eu. Foi mérito deles. Você acaba indo para trás na fila e tem que recuperar seu espaço. Ele deixou isso bem claro. Ele não poderia ignorar o que os outros meninos fizeram. Encarei com tranquilidade, entendi perfeitamente. Falei para ele que gostaria de permanecer e brigar pelo meu espaço. Minha esperança é, quando for solicitado, estar bem e ajudar no ano”, disse.

Já na reta final do Brasileirão 2017, Adilson teve uma queda de rendimento físico e viu dois jovens jogadores crescer em campo: Yago e Gustavo Blanco. Com a disputa acirrada, o volante reforçou a vontade de permanecer no clube e a importância de recuperar seu espaço na equipe.

“Fiz uma avaliação do meu ano passado. Pude entender que muita coisa aconteceu durante o ano e muita gente terminou bem o ano, o Blanco, o Yago. Não terminei o ano tão bem como vinha até outubro. Foi um processo natural dos meninos, e acabei ficando um pouco para trás. Claro que não posso jogar fora toda a dedicação que tive e que a gente já esperava. Tudo que eu mais queria era permanecer no Atlético, fazer os trabalhos no início do ano, para seguir com mais tranquilidade. Estou melhor do que eu cheguei no ano passado. Estou tendo a chance de brigar pelo meu espaço no time com os trabalhos fortes na pré-temporada”, declarou.

Com contrato até o fim de 2019, Adilson espera deixar sua marca no time alvinegro. “Quero fazer história ainda no Atlético, quero permanecer por muito tempo aqui. Falei de imediato com meu representante que não tinha a menor intenção de sair, que queria permanecer e não ouviria nada sobre saída. Meus treinos nas férias foram para voltar ao Atlético-MG. Os profissionais que trabalham aqui tem todo conhecimento do meu corpo e do que preciso para jogar”, concluiu.