Atlético-MG recorre à CBF contra Fred para receber multa prevista em caso de acerto com Cruzeiro

Diretoria alvinegra cobra o pagamento da multa de R$ 10 milhões que foi imposta ao jogador caso ele fosse para a Raposa

Atlético-MG recorre à CBF contra Fred para receber multa prevista em caso de acerto com Cruzeiro
Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Por meio de nota divulgada em seu site oficial, o Atlético-MG informou, na tarde desta sexta (26), que entrou com uma ação contra o atacante Fred junto à CBF. A diretoria alvinegra recorreu à Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), da entidade nacional, pelo não pagamento da multa de 10 milhões de reais que foi acordada no momento da rescisão do atleta, caso ele fosse para o Cruzeiro.

"O Clube Atlético Mineiro confirma que ingressou com ação de execução na  CBF contra o Sr. Frederico Chaves Guedes (Fred), cobrando a multa de 10.000.000 (dez milhões de reais) assumida em contrato firmado com o Atlético e que não foi cumprida. O clube se abstém de informar detalhes da referida ação considerando que os procedimentos da Câmara são confidenciais (artigo 38 do regulamento da CNRD)", publicou a diretoria do Galo.

Entenda o imbróglio

O atacante Fred rescindiu com o Atlético no dia 22 de dezembro. No contrato do jogador com o Galo, havia uma parte que tratava da possibilidade da rescisão, e isso incluía ainda a ida hipotética do jogador para o rival Cruzeiro. No dia 23 de dezembro, a jogador foi contratado pela Raposa, colocando em vigor a necessidade de Fred arcar com a multa. Confira abaixo o que dizia contrato do atacante com o Galo no que se tratava à uma possível rescisão.

"Neste ato o atleta se compromete a não firmar contrato de trabalho com o Cruzeiro Esporte Clube (MG) até 31.12.2018, sob pena de, em o fazendo, indenizar o CLUBE em R$ 10.000.000,00 (dez milhões de reais), importe este que se tornar-se-á exequível no primeiro dia útil subsequente ao registro e veiculação do vínculo do ATLETA com a mencionada agremiação no BID-E (Boletim Informativo Diário Eletrônico) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF)", continha. 

A rescisão de Fred com o Galo no BID, bem como a inscrição do atacante como atleta da Raposa, aconteceu no dia 16 de janeiro, ou seja, o pagamento teria que ter sido feito no dia 17. A multa foi imposta ao próprio jogador, mas a diretoria celeste chegou a afirmar que se solidarizava com o seu camisa 9 e que já havia arquitetado uma rede de investidores para bancar o valor. Esse pagamento, no entanto, ainda não foi feito para o Galo. 

Em contato com a VAVEL Brasil, o departamento jurídico do Cruzeiro afirmou que ainda não foi comunicado sobre a ação do Galo - que é sobre Fred e não sobre a Raposa. A diretoria celeste deve se pronunciar oficialmente sobre o caso.