Iguais na tabela, Atlético-PR e Fluminense se enfrentam de olho no G-6

Com 31 pontos, equipes duelam na Arena da Baixada por recuperação no Brasileirão

Iguais na tabela, Atlético-PR e Fluminense se enfrentam de olho no G-6
Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.
Atlético-PR
Fluminense
Atlético-PR: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson e Fabrício; Esteban Pávez, Lucho González e Felipe Gedoz (Matheus Rossetto); Nikão, Sidcley e Ribamar (Ederson).
Fluminense: Júlio César, Renato, Frazan, Nogueira e Marlon; Marlon Freitas (Sornoza), Douglas e Wendel; Gustavo Scarpa, Wellington Silva e Henrique Dourado.
ÁRBITRO: Raphael Claus (SP).
INCIDENCIAS: Jogo válido pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2017.

Atlético-PR e Fluminense se enfrentam neste domingo (17) com os mesmos objetivos: voltar a vencer no Brasileirão e colar no G-6. No meio da tabela de classificação, ambos possuem 31 pontos, com o Furacão em novo e o Tricolor em décimo. Além disso, tanto o Atlético como o Flu não venceram nas últimas rodadas e, portanto, buscam a recuperação. A partida acontece na Arena da Baixada, às 16h.

O último encontro entre as equipes aconteceu no primeiro turno do Brasileiro. Pela 5ª rodada, Fluminense e Atlético-PR ficaram apenas no empate em 1 a 1, no Maracanã. Reginaldo e Pablo marcaram os gols do confronto. O Furacão, aliás, naquela ocasião era comandado pelo Eduardo Baptista, antecessor de Fabricio Soares.

No histórico de confrontos pelo Campeonato Brasileiro, o Atlético-PR leva uma pequena vantagem sobre o Fluminense. Ao todo, foram 40 jogos, com 17 vitórias paranaenses, 14 triunfos tricolores e nove empates. No quesito gols marcados, ambos marcaram 53.

A arbitragem do confronto fica por conta de Raphael Claus (SP). Ele terá como assistentes Alex Ang Ribeiro e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo, ambos também paulistas.

Atlético-PR terá novidades e desfalques

Conhecido por ser forte dentro de casa, o Atlético-PR apostará no fator campo para buscar a vitória contra o Fluminense. Mas, para isso, terá problemas. O técnico Fabiano Soares não poderá contar com o meia-atacante Guilherme, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Além disso, Lucas Fernandes, que jogou no Fluminense no início da temporada, também é desfalque devido a questões contratuais. Por fim, o zagueiro Paulo André foi poupado dos treinos e não tem sua escalação confirmada:

''Não vou ficar lamentando a ausência do Guilherme e vamos aguardar por esses outros jogadores. Mas tenho que confiar em quem tenho aqui. Todos já demonstraram qualidade e estão no Atlético porque são atletas de grandes equipes. Temos jogadores que podem suprir qualquer ausência. O Fluminense é um todo. Uma equipe forte, ainda mais com o Abel Braga Fui jogador dele e é um treinador que propõe o jogo. Vamos ter mais dificuldades do que no último jogo, porque será uma equipe que também vai nos atacar'', disse o comandante rubro-negro.

Com os desfalques, vêm as novidades. Caso Paulo André não jogue, Vanderson é o mais cotado para formar dupla de zaga com Thiago Heleno. No meio campo, Sidcley herda vaga de Lucas Fernandes. Por fim, no ataque, há um mistério para compor o setor de ataque do Furacão: Ribamar ou Ederson?

Sendo assim, o Atlético-PR deve entrar em campo com: Weverton; Jonathan, Thiago Heleno, Wanderson e Fabrício; Esteban Pávez, Lucho González e Felipe Gedoz (Matheus Rossetto); Nikão, Sidcley e Ribamar (Ederson).

Flu tem problemas na zaga e desgaste físico

O técnico Abel Braga encontrou dificuldades para montar o time que encara o Atlético-PR neste domingo. Com poucos dias de treino, já que a equipe jogou quinta-feira (14) contra a LDU pela Copa Sul-Americana, o comandante conviveu com as adversidades, principalmente no setor defensivo.

Os zagueiros Henrique e Renato Chaves, considerados titulares, estão machucados. Com isso, os jovens Frazan e Nogueira formam novamente a dupla titular. No meio, o volante equatoriano Orejuela sequer viajou com a delegação por conta de dores na coxa esquerda. Sendo assim, Marlon Freitas e Sornoza disputam posição, mas a tendência é que o primeiro seja o escolhido.

''Nunca no ano nos chegamos a 48 horas para um jogo com o CK (índice de desgaste físico, medido pela fisiologia do clube) tão alto. Nós não vamos priorizar competição, mas na vida é melhor perder um jogador em uma partida do que em quatro ou cinco em outra. Os jogadores é que vão se escalar'', declarou Abel Braga.

Com isso, o Fluminense deve ir a campo com: Júlio César, Renato, Frazan, Nogueira e Marlon; Marlon Freitas (Sornoza), Douglas e Wendel; Gustavo Scarpa, Wellington Silva e Henrique Dourado.