Atlético-PR consegue virada, mas Atlético-GO arranca empate com gol de Walter

Equipe de Fabiano Soares optou por se defender na segunda etapa e acabou sofrendo empate para o Atlético-GO

Atlético-PR consegue virada, mas Atlético-GO arranca empate com gol de Walter
Foto: Fabio Wosniak
Atlético-PR
2 2
Atlético-GO
Atlético-PR: WEVERTON; JONATHAN, WANDERSON, THIAGO HELENO E FABRÍCIO; PAVEZ, LUCHO GONZÁLEZ (EDUARDO HENRIQUE), GUILHERME E FELIPE GEDOZ (SIDCLEY); NIKÃO E RIBABAR (ÉDERSON). TÉCNICO: FABIANO SOARES.
Atlético-GO: MARCOS; JONATHAN, WILLIAM ALVES, GILVAN E BRUNO PACHECO; RONALDO (ANDRÉ CASTRO), PAULINHO (DIEGO ROSA), JORGINHO E LUIZ FERNANDO; NILTINHO (BRENO LOPES) E WALTER. TÉCNICO: JOÃO PAULO SANCHES.
Placar: 0-1, min. 24, Luiz Fernando; 1-1, min. 31, Guilherme; 2-1, min. 41, Lucho González; 2-2, min. 81, Walter;
ÁRBITRO: Dyorgines Jose Padovani de Andrade, auxiliado por Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antonio Zanotti
INCIDENCIAS: Partida válida pela 27ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2017, sendo disputada para 7.537 pessoas, na Arena da Baixada, em Curitiba/PR

Jogando diante de seu torcedor na noite desta quarta-feira (11), o Alético-PR empatou com o Atlético-GO em 2 a 2 em partida válida pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Furacão desperdiçou um pênalti e após o lance saiu perdendo, com gol de Luiz Fernando. Em um lance polêmico, os donos da casa buscaram o empate com Guilherme e a virada com Lucho González. Na segunda etapa o time de Fabiano Soares optou por se fechar e acabou sofrendo o empate perto do fim. Walter marcou o último gol da noite.

O empate mantém o Atlético Paranaense na 8ª colocação, agora com 37 pontos. Resultado ruim também para o Dragão que permanece na lanterna da competição, com 25 pontos conquistados. O próximo compromisso do Furacão é no sábado (14), a partida está marcada para às 21h. Fora de casa a equipe encara o São Paulo. Também fora de casa o Atlético-GO encara o Palmeiras no domingo (15), às 17h.

Furacão sai perdendo, mas garante virada na primeira etapa

Com a bola rolando os donos da casa partiram para o ataque desde o início. Logo no segundo minuto de partida Nikão encontrou Fabrício em condições de finalizar. O lateral-esquerdo bateu de primeira, mas a bola saiu em linha de fundo. O Atlético-GO parecia assustado, um minuto mais tarde Ronaldo saiu jogando errado e entregou a bola nos pés de Ribamar, que finaliza para boa defesa de Marcos. Melhor em campo, o Furacão foi para o ataque total. Aos cinco minutos Ribamar tabelou com Guilherme e finalizou para outra grande defesa do goleiro do Dragão.

Se o Atlético-GO não conseguia levar perigo ao time da casa, Marcos ia fazendo de tudo um pouco em baixo das traves para salvar a equipe. Aos 21 minutos o árbitro da partida marcou pênalti para o Furacão após a bola tocar a mão de William Alves. Felipe Gedoz foi o responsável pela cobrança, que terminou com mais uma grande defesa de Marcos. Após o susto a equipe visitante saiu para o jogo. Aos 24 minutos Niltinho fez o cruzamento para a área, a zaga do Atlético-PR afastou mal e a bola sobrou com Luiz Fernando, que dominou no peito e soltou uma bomba para pôr o Dragão em vantagem.

O empate do Atlético-PR veio em um lance polêmico aos 31 minutos. Jonathan fez a jogada pelo lado direito e cruzou para a área, Guilherme subiu mais alto que a defesa e cabeceou em direção ao gol. Marcos fez a defesa em cima da linha, mas a arbitragem confirmou o gol para o time da casa. Após o gol o Atlético-PR seguiu pressionando até conseguir a virada aos 41 minutos. Felipe Gedoz cobrou escanteio pelo lado esquerdo, Marcos saiu mal e a bola sobrou com Lucho González que de cabeça colocou o Furacão em vantagem na partida.

Atlético-PR se fecha na segunda etapa e é castigado com gol perto do fim

Diferente da primeira etapa, o segundo tempo foi marcado por poucas oportunidades e muita troca de passes no meio de campo. Precisando correr atrás do prejuízo, foi do Atlético-GO a primeira chance da segunda etapa. Niltinho foi lançado em velocidade e tentou cruzar, mas o passe saiu com efeito e quase encobre Weverton. Com o resultado favorável, o Atlético-PR optou por se defender. Eduardo Henrique entrou na vaga de Lucho Gonzáles e Sidcley na vaga de Felipe Gedoz. Do outro lado João Paulo Sanches tirou o volante Paulinho para colocar o meia Diego Rosa.

O recuo do Atlético-PR fez os visitantes crescerem no jogo. O castigo veio aos 36 minutos. Após cruzamento de Niltinho, Walter desviou com a perna esquerda e empatou o jogo. Como havia prometido durante a semana, o atacante não comemorou o gol diante de sua antiga torcida.

Atlético PR