Gatito falha e Atlético-PR supera Botafogo fora de casa

Botafogo recebeu o Atlético-PR no Nilton Santos e perdeu por 1 a 0; A equipe carioca não demonstrou bom futebol e acabou tirando a paciência da torcida

Gatito falha e Atlético-PR supera Botafogo fora de casa
Foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

Em tarde chuvosa no Rio de Janeiro, o Atlético-PR conseguiu importante vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo e subiu na tabela do Campeonato Brasileiro. Em jogo morno e sem muitas oportunidades de gol, o Atlético aproveitou falha de Gatito Fernandez no primeiro tempo e garantiu os 3 pontos. A torcida alvinegra saiu bastante insatisfeita e vaiou a equipe. O treinador Jair Ventura, voltou a utilizar o meio campista Leo Valencia, o atleta entrou na segunda etapa e não teve muitas oportunidades.

O Atlético-PR, agora em 11º lugar, voltará a jogar pelo brasileiro na próxima quarta-feira(15), as 17h, contra a Ponte Preta no Moisés Lucarelli. O Botafogo volta a jogar em casa na próxima rodada e vai receber o Atlético-GO na quinta-feira(16), as 20h. 

Falha de Gatito em gol e lesão de Victor Luis, marcam a primeira etapa de jogo

O Atlético-PR começou tomando conta da partida, os visitantes conseguiram controlar a posse de bola e impedir os avanços da equipe alvinegra. Logo no início do jogo, aos 8 minutos, Pablo fez bela tabela com Guilherme e arriscou o chute de longe, que passou perto da meta defendida por Gatito, sendo o primeiro lance de maior perigo no jogo. O jogo seguiu em ritmo morno, com as duas equipes errando muitos passes e não conseguiam concretizar jogadas.

Aos 30 minutos, veio o lance do gol, Pablo recebeu pela ponta esquerda, rolou a bola para Guilherme. O meio-campista bateu no meio do gol, mas Gatito largou a bola. O goleiro ainda se esticou, mas a arbitragem assinalou que a bola passou da linha e validou o gol. Após o gol, a torcida alvinegra apoiou o goleiro paraguaio e voltou a gritar pelo nome de Leo Valencia, pivô da confusão entre a torcida e o treinador Jair Ventura.

Aos 35 minutos, Victor Luis sofreu entrada de Jonathan na lateral e sentiu o tornozelo, tendo que ser substituído, Gilson entrou em seu lugar. No final o Botafogo ainda tentou reagir, Bruno Silva fez boa jogada pela direita e cruzou para Pimpão, que tentou o chute de primeira e errou a meta atleticana. 

Volta de Leo Valencia ao time e jogo fica morno e sem muitas oportunidades

Para a segunda etapa, o treinador Jair Ventura tirou o atacante Rodrigo Pimpão, que na primeira etapa foi vaiado pela torcida, e optou por Guilherme para dar mais velocidade ao ataque. A alteração não surtiu efeito, o Botafogo tentava criar, mas, sem criatividade, não oferecia perigo ao gol de Weverton. O Atlético, por sua vez, voltou com a função de se defender e buscar o contra-ataque, mas com pouca inspiração do outro lado, não teve tanta dificuldade na segunda etapa. Jair Ventura, aos 14 minutos, atendeu o pedido da torcida e colocou Leo Valencia no lugar de Marcos Vinícius. O Chileno até entrou bem, e o empate quase veio após bom passe para Guilherme, que, dentro da área, cabeceou e a bola passou próximo à trave.