Palmeiras busca segundo lugar do Brasileirão contra Atlético-PR

O Verdão tenta consolidar o segundo lugar, enquanto o Furacão espera ganhar e seca os rivais diretos para uma vaga na Copa Libertadores de 2018

Palmeiras busca segundo lugar do Brasileirão contra Atlético-PR
O Furacão ganhou do Alviverde no primeiro turno (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras)
Atlético Paranaense
Palmeiras
Atlético Paranaense: Weverton; Jonathan, Wanderson (Cleberson), Thiago Heleno e Fabrício; Pavez, Rossetto e Gedoz (Matheus Anjos); Sidcley (Pablo), Lucas Fernandes e Coutinho
Palmeiras: Prass; Mayke, Mina, Luan (Juninho) e Michel Bastos; Bruno Henrique (Thiago Santos), Tchê Tchê e Moisés; Keno, Dudu e Willian (Deyverson)
ÁRBITRO: Claudio Francisco Lima e Silva
INCIDENCIAS: Partida válida pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro, a ser disputada na Arena da Baixada

Na tarde deste domingo (03), Atlético Paranaense e Palmeiras se enfrentam, às 17 horas, pela última partida do Campeonato Brasileiro, na Arena da Baixada. O time paulista vai para o jogo com uma vitória na última partida disputada, enquanto o clube paranaense sofreu uma derrota no último domingo. Além dos resultados distintos obtidos na rodada passada, os times também vão para a partida com propósitos totalmente diferentes, já que o Palmeiras busca o segundo lugar e o Atlético Paranaense tenta uma vaga na Libertadores.


Atualmente na segunda colocação com 63 pontos, o Verdão ganhou seu último jogo por 2 a 0 contra o Botafogo no Allianz Parque e vem motivado para o seu último confronto do Campeonato.


Situação diferente a do Rubro-Negro que atualmente ocupa a 13ª posição e soma 48 pontos no torneio. Vindo de uma derrota para o Avaí de 1 a 0 na Ressacada, o clube precisa se recompor para alcançar o que tanto espera.


A partida será apitada por Claudio Francisco Lima e Silva (SE), que será auxiliado por Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Fábio Pereira (TO). Nos trinta e oito jogos que ocorreram entre os dois times no Brasileiro, o Alviverde tem uma vantagem grande, com 16 vitórias. O Furacão tem 9 vitórias e os outros 13 jogos acabaram em empate. No primeiro turno, o Atlético Paranaense venceu por 1 a 0 na casa do rival paulistano.


Atlético Paranaense com desfalque de quatro titulares


Para conseguir realizar seu sonho de ir para o torneio sul-americano ano que vem, o time paranaense tem que ganhar o jogo deste domingo enquanto torce por combinações de resultados: derrotas de Chapecoense e Atlético-MG, empate entre São Paulo e Bahia e o título do Flamengo na Sul-Americana, que pode se consolidar somente dia 13. Se tudo isso acontecer, o time acabaria a competição em nono lugar, e, com o caneco da Sul-Americana indo para o Flamengo, o G-8 do Brasileirão se tornaria G-9.


Entretanto, a dor de cabeça pode ser maior do que já aparenta. O técnico Fabiano Soares terá que escalar seu time sem quatro titulares, são eles: o zagueiro Paulo André, os meias Lucho González e Guilherme e o meia-atacante Nikão. Lucho foi substituído no jogo contra o Avaí após machucar o tornozelo direito, enquanto Guilherme foi vetado pelo departamento médico antes da partida. Ambos os jogadores não treinam desde o início da preparação do time, na quarta-feira. Por outro lado, Nikão treinou nesta semana após tratamento de dor no púbis, mas voltou a sentir e não joga. 


Uma dúvida também atrapalha a montagem do time de Fabiano Soares, já que o zagueiro Wanderson não treinou com o grupo na manhã de sexta-feira e pode não estar entre os titulares. Caso isso ocorra, seu substituto pode ser Cleberson, com quem o técnico conversou durante o treinamento de sexta.
Em entrevista, o comandante Rubro-Negro diz que não se incomoda com os desfalques: “O Nikão treinou, sentiu outra vez e não vai jogar. Temos outras baixas. Desde que estou aqui, tivemos muitas baixas, mas não vou chorar por um ou por outro. O Atlético tem 27 jogadores, e todos estão aptos a jogar. Vamos ver se somos capazes de ganhar e seguir sonhando.”


Palmeiras com dois três desfalques e dúvidas na escalação


O Verdão precisa vencer seu jogo para consolidar a segunda colocação e garantir o prêmio de mais de 11 milhões de reais. Caso ocorra empate, o time terá que torcer para o tropeço de seus dois perseguidores, Santos e Grêmio. O foco tão grande no segundo lugar acontece já que os times que ficarem na terceira e na quarta posição ganham 7,7 e 5,6 milhões de reais, respectivamente. Valor bem abaixo da quantia destinada ao vice-campeão.


O técnico interino Alberto Valentim terá que montar seu time com os desfalques do zagueiro Edu Dracena e do meio campista Felipe Melo, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Além deles, o atacante colombiano Borja, que estava sendo bem aproveitado por Valentim também ficará de fora da partida por causa de uma pequena cirurgia na região inguinal (virilha).


As dúvidas na escalação ocorrem primeiramente em relação ao zagueiro que se postará à esquerda de Mina. A briga fica entre Luan e Juninho. O primeiro seria a opção, já que se destacou mais que Juninho, entretanto, o ex jogador do Coritiba, apesar das falhas que comprometeram o time em algumas partidas, é canhoto. No meio campo, as alternativas para o comandante são Thiago Santos ou Bruno Henrique, que têm características bem distintas, já que Thiago é mais marcador, enquanto Bruno tem um passe mais qualificado para a saída de bola. Por fim, a última substituição necessária é no ataque. A disputa de jogadores para substituir Borja fica entre Willian, que atua como falso 9, ou o centroavante Deyverson


A surpresa na preparação do Verdão aconteceu no treino desse sábado. O meia Alan, mais conhecido como Alanzinho, participou do rachão entre jogadores e da parte tática realizada e está relacionado para a partida. O garoto, destaque do time do Sub-17, disputou o Mundial da categoria com a Seleção Brasileira e poderá ganhar mais chances no time profissional do ano que vem, com Roger Machado como comandante.