Com força máxima, Atlético-PR enfrenta Caxias-RS pela Copa do Brasil

Furacão realiza primeiro confronto com o time principal valendo vaga na próxima fase da Copa do Brasil

Com força máxima, Atlético-PR enfrenta Caxias-RS pela Copa do Brasil
(Foto: Divulgação / Atlético-PR)
Caxias-RS
Atlético-PR
Caxias-RS: Gledson; Cleiton, Junior Alves, Laércio e Julinho; Régis, Rafael Gava e Diego Miranda; Túlio Renan, Nícolas e João Paulo. Técnico: Luiz Carlos Winck
Atlético-PR: Santos; Paulo André, Wanderson (Pavez) e Thiago Heleno; Jonathan, Matheus Rossetto, Guilherme e Carleto; Nikão, Raphael Veiga e Ribamar (Bergson). Técnico: Fernando Diniz
ÁRBITRO: Dyorgines Jose Padovani de Andrade(ES)
INCIDENCIAS: Jogo válido pela primeira fase da Copa do Brasil. Será realizado no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, às 21h30 desta terça-feira (30).

A Copa do Brasil 2018 começa nesta terça-feira(30). Uma das principais competições nacionais abrange 91 equipes, sendo que 11 delas entram a partir das oitavas-de-final. Na fase inicial, 80 clubes se enfrentam em jogos únicos. Caxias-RS e Atlético-PR realizam um dos 40 confrontos da primeira fase, nesta terça-feira(30), às 21h30, no Estádio Centenário. 

A partida será comandada pelo trio de arbitragem do Espírito Santo(ES); Dyorgines Jose Padovani de Andrade será auxiliado por Fabiano da Silva e Vanderson Antonio Zanotti. Vale vaga na próxima fase da competição e o vencedor enfrentará Tubarão-SC ou América-RN. O furacão possui a vantagem do empate por ser o clube visitante. 

Furacão aposta na preparação

Em 2017, o furacão teve um ano de altos e baixos. Iniciou a temporada focado na pré-libertadores, a qual conseguiu avançar eliminando Millionarios e Deportivo Capiatá, e avançou à fase de grupos, mas foi eliminado para o Santos. No Brasileirão, terminou o ano em 11º lugar, assim frustando as expectativas do torcedor. Em 2018, a diretoria aposta em uma filosofia que requer mais tempo.

Fernando Diniz trabalha há 25 dias com o elenco principal separadamente, enquanto Tiago Nunes comanda os mais jovens no estadual. O elenco principal ainda não fez partidas oficiais, somente um amistoso contra o Operário, que terminou em 2 a 2, no dia 23, visando a partida contra o Caxias. 

O comandante atleticano não divulgou o time titular, mas reforços como Carleto, Raphael Veiga e Bergson podem estrear. A formação adotada pelo treinador também não foi confirmada e pode variar entre o 4-1-4-1(sistema usado pelo Audax-SP em 2015 que fez sucesso) ou 4-2-3-1. A provável escalação do furacão para a partida desta terça é formada por: Santos; Paulo André, Wanderson (Pavez) e Thiago Heleno; Jonathan, Matheus Rossetto, Guilherme e Carleto; Nikão, Raphael Veiga e Ribamar (Bergson).

Caxias preparado para decisão

Terminando o Campeonato Gaúcho de 2017 em 3º lugar, o Caxias decidiu encerrar as atividades profissionais no primeiro semestre da temporada passada. A equipe grená manteve o treinador Carlos Winck, que faz excelente trabalho na temporada atual. A equipe sulista realizou 4 partidas pelo gaúchão 2018 e venceu todas, inclusive contra Grêmio (5x3) e Internacional (2x1). No total, foram 11 gols marcados e 4 sofridos. O time de Winck tem grande força na bola parada, que pode ser dor de cabeça para a equipe de Diniz. 

A equipe que vai a campo não tem mistérios e será a mesma que disputa o estadual, portanto: Gledson; Cleiton, Junior Alves, Laércio e Julinho; Régis, Rafael Gava e Diego Miranda; Túlio Renan, Nícolas e João Paulo.

Ingressos à venda

Os bilhetes para a partida podem ser comprados no site oficial do clube anfitrião. Os preços inicialmente variavam de R$50 a 25$ no lote 1, mas no dia do confronto vai para o lote 2.

LOTE1: R$ 50,00 (inteira); R$ 25,00 (meia).

LOTE2: R$60,00 (inteira); R$ 30,00 (meia).

Cadeira Caxias: R$ 70.

Histórico

Atlético-PR já participou da Copa do Brasil 21 vezes. A melhor campanha do clube paranaense foi em 2013, quando chegou ao vice-campeonato, perdendo para o Flamengo por 2 a 0, no segundo jogo, no Maracanã. A última participação do Furacão  na competição foi em 2017, quando entrou nas oitavas-de-final e passou pelo Santa Cruz, mas caiu na fase seguinte para o Grêmio, perdendo de 4 a 0 no Sul e 3 a 2 na Arena da Baixada. 

Caxias do Sul tem somente 11 participações na Copa. O melhor desempenho da equipe grená foi em 2011, quando foi eliminado nas oitavas-de-final. Em 2015, a última vez que a equipe sulista participou da competição, foi eliminada para o Capivariano perdendo por 3 a 0 fora de casa e ficando somente no 0 a 0, no Centenário.