Avaí recebe CRB tentando manter 100% de aproveitamento na Ressacada

Leão venceu as duas partidas em casa na Série B até agora, enquanto o time alagoano busca segunda vitória seguida fora de casa

Avaí recebe CRB tentando manter 100% de aproveitamento na Ressacada
Leão fez seis de seus sete pontos na Série B em casa (Foto: Jamira Furlani/Avaí FC)
Avaí
CRB
Avaí: Renan; Renato, André Santos, Gabriel, João Paulo; Lucas de Sá, Jajá; Tatá, Tauã, Romarinho; William. Técnico: Silas
CRB: Juliano; Marcos Martins, Audálio, Flávio Boaventura, Diego; Olívio, Mateus Galdezani, Bocão (Éder Lira), Gerson Magrão; Luidy, Lúcio Maranhão. Técnico: Mazola Júnior
ÁRBITRO: Pathrice Wallace Corrêa Maia (RJ), que será auxiliado por Eduardo de Souza Couto (RJ) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)
INCIDENCIAS: 6ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, SC; a partida começa às 21h (horário de Brasília)

Apostando em sua casa como fator, o Avaí recebe o CRB buscando a reaproximação ao G-4 da Série B. O time catarinense venceu os dois jogos em casa que fez - 2 a 0 no Sampaio Corrêa e 4 a 2 no Ceará -, mas receberá um time que faz grande campanha fora de casa. O Galo, que é o 5º colocado, venceu dois de seus três jogos longe de casa, inclusive na última rodada, sobre o Vila Nova.

As equipes se enfrentaram 13 vezes na história e o retrospecto aponta vantagem para o CRB. São quatro vitórias do Leão da Ilha, dois empates e sete vitórias da equipe de Alagoas. Na última vez que se enfrentaram, em 2012, uma vitória para cada lado. No Rei Pelé, o Galo venceu por 2 a 0. Na Ressacada, vitória do Avaí poe 1 a 0.

Avaí quer superar derrota em clássico para voltar a vencer

Depois de uma sequência empolgante de três jogos sem vencer, que resultaram no ingresso do Avaí no G-4, o Leão não fez uma boa partida - acertou apenas um chute na meta rival - e foi derrotado pelo Criciúma na última rodada por 1 a 0, no Heriberto Hülse. Com sete pontos, o time de Florianópolis despencou da 3ª para a 10ª colocação.

Apesar da derrota, o técnico Silas deve manter o mesmo time, repetindo pela quarta partida seguida o XI inicial. O treinador do Leao só fará alguma alteração se o índice de CK (creatina quinase), que aponta desgaste excessivo, for alto em algum jogador.

"A imprensa sempre pergunta quantos jogos se leva para um time entrosar e sempre dizemos que são de seis a sete. Por isso tenho que manter uma coerência. Vamos dar sequência a equipe justamente em busca disso​, mas não podemos correr o risco de perder um jogador lesionado. Existe um ditado uruguaio que diz: 'Se tiver cansado que ninguém perceba'. Quem entrar em campo que baixe a cabeça e vá para o pau, não podemos deixar que o outro time saiba quem está mais cansado", explicou.

O lateral-esquerdo João Paulo espera que o elenco deixe para trás a derrota para o Criciúma e volte a se impor e vencer jogando em casa. "Vamos procurar esquecer a derrota para o Criciúma na última rodada para focar tudo no CRB. Em casa não podemos vacilar. Temos que buscar a vitória, respeitando a equipe deles. O mais importante é impor nosso ritmo para garantir os três pontos", disse.

CRB busca terceira vitória seguida, a segunda longe de casa

Após um começo irregular, o CRB venceu duas partidas seguidas e se aproximou do G-4. Na última rodada, os alagoanos venceram em Goiânia o Vila Nova por 2 a 1, de virada, e chegaram aos nove pontos na Série B.

O CRB saiu de Maceió em direção à Goiânia na segunda-feira (30), para jogar no dia seguinte. O time alagoano permaneceu na capital de Goiás e fez treinamentos até esta sexta-feira (2), antes de voar para Florianópolis, totalizando seis dias longe de Alagoas.

Apesar do desgaste de viagens, o meia Mateus Galdezani espera conquistar mais um bom resultado na Ressacada. "Estamos reagindo, e isso é fruto do nosso trabalho. Estamos no caminho certo, pois, o time está criando bastante e, agora, as bolas estão entrando na meta adversária. E vamos tentar pontuar contra o Avaí".

O treinador Mazola Júnior deve fazer três alterações em relação ao jogo contra o Vila Nova. Adalberto, com dores no joelho, deve ser substituído por Audálio. Por opção técnica, Dakson e Neto Baiano devem dar lugar para Bocão, ex-Avaí, e Lúcio Maranhão.