Silas minimiza derrota por mudanças e expulsão, mas alerta: "Precisamos vencer fora"

Treinador do Avaí enfatiza sequência de jogos da Série B como complicada para parte física e já foca no clássico diante do Joinville

Silas minimiza derrota por mudanças e expulsão, mas alerta: "Precisamos vencer fora"
Leão da Ilha ainda não venceu longe de Florianópolis na B (Foto: Divulgação / Avaí)

O Avaí sofreu novo revés fora de casa na Série B do Campeonato Brasileiro. A equipe de Florianópolis foi até o estado de São Paulo e saiu com derrota para o Bragantino por 1 a 0, seguindo sem vencer longe de seus domínios. O técnico Silas avaliou a situação do jogo e justificou a derrota pelas mudanças forçadas em função da condição física de atletas e pela expulsão de Lucas Fernandes.

"Hoje, tentamos colocar as mudanças com os jogadores que não iriam sentir os 90 minutos. Ainda tenho alguns jogadores que não estão prontos para jogar, como o caso do Luan. Também há a sequência de 11 jogos que vamos ter, mas assim é a Série B. Estamos melhorando e precisamos vencer fora de casa", disse o treinador, que acredita que chegará a hora do triunfo longe de Santa Catarina.

Silas comentou a escalação e as dificuldades de compor a equipe durante a maratona de jogos da Série B. "Eu tinha o Jajá e o volante Chapecó com dois amarelos. Eles não podiam tomar cartão e perder um jogo importante. Tinha também jogadores com desgaste grande, então fizemos o que podíamos", afirmou.

Os problemas de marcação foram comentados pelo comandante avaiano: "É a combinação da beirada, temos a sociedade do lado do campo. Tivemos dois erros e estamos trabalhando isso. A bola do gol foi bem atravessada. Depois de sofrer, entramos melhores no jogo, mas com a expulsão ficou mais difícil", avaliou Silas.

Após os pontos perdidos fora de casa, Silas trata de ajeitar a moradia para o próximo confronto, um clássico catarinense diante do Joinville. O treinador do Avaí evidenciou a boa campanha de local e como o Joinville também passa pela sucessão de partidas complicadas:

"Agora temos um clássico local, um jogo difícil. O Joinville tem uma partida difícil diante do Vasco. Volta o William, volta o Tatá (poupados) para nós. Dos jogadores que estão lá, eu acho que o Renato vai estar pronto, o Luan ainda não. Ideia é para outra terça-feira. Em casa, estamos bem, vamos tentar dar sequência", disse Silas.

Para sequência, Silas, que muito apontou os jogadores que aprimoram condição física e o caso de Luan para somar ao grupo, afirmou que não há pretensão de novas contratações. Mas, por empréstimo, a situação é diferente.

"Ninguém mais virá com o clube pagando. Entretanto, há times da Série A com atleta precisando rodar e vamos trabalhar nesse sentido. Vai vir desde que o clube que coloque o jogador banque os salários. É uma vitrine e o Avaí precisa ganhar nesse aspecto", completou o treinador.