Renato lamenta desperdícios do Avaí diante do Paraná: "Um detalhe que está faltando"

Jogadores do Leão da Ilha exaltaram dificuldades de jogar na Vila Capanema; Avaí segue sem vencer fora, mas soma cinco jogos sem derrota nesta sequência da Série B

Renato lamenta desperdícios do Avaí diante do Paraná: "Um detalhe que está faltando"
(Foto: Divulgação / Avai FC)

O Avaí teve uma missão complicada na abertura da 15ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Na Vila Capanema, em Curitiba, a equipe do suspenso técnico Silas encarou o Paraná Clube, com o tricolor em subida na tabela de classificação. Apesar das dificuldades, o Leão da Ilha catarinense segurou a igualdade até o final, no placar de 0 a 0. Soma cinco jogos sem derrota.

Na última vez que não havia tomado gol pela Série B, o Avaí havia vencido o Sampaio Correa, pela 2ª rodada da competição. Apesar da boa notícia defensivamente, agora são 16 jogos sem vencer fora de casa no certame, desde o ano passado: com três empates e 13 derrotas agregadas.

Os jogadores do Avaí saíram de campo satisfeitos com o empate em um local considerado de difícil acesso às vitórias.

"A equipe deles é bastante qualificada. A gente sabia das dificuldades pelo fator casa deles, mas conseguimos suportar bem a pressão. Agora é descansar e sábado que vem tem mais", afirmou o jogador Rômulo.

Atleta polivalente, que pode atuar como lateral-direito ou como meia, Renato comentou sua função no meio campo e o desempenho dos catarinenses na partida da 15ª rodada.

"Estou bem, professor optou em me colocar e pude ajudar da maneira possível. Acho que tivemos as chances mais claras. Teve a minha bola, que, infelizmente, finalizei desequilibrado. O resultado não é ruim fora de casa. É um detalhe que está faltando (para vencer fora), acho que a gente se precipitou nas oportunidades que teve", analisou Renato sobre a atuação do time.

O zagueiro Fábio Santos chamou atenção para o bom desempenho avaiano diante dos times mais bem posicionados na classificação. Falou que o empate foi "importante, pois o Paraná é uma equipe que vem bem no campeonato. Dos cinco primeiros colocados, ganhamos de três, empatamos com dois. Nossa equipe é boa, mas precisamos do mesmo foco contra os de cima e contra as demais equipes", disse o zagueiro.

Colega de Fábio Santos, o defensor Alemão comentou a partida ressaltando os méritos e melhorias do Avaí com o passar dos jogos no campeonato.

"Nosso time tem dado uma encaixada, o time ficando mais com a bola, conseguindo fazer uma partida aberta. No segundo tempo, encaixamos dois contra-ataques e infelizmente não conseguimos fazer o gol. Mas, como disseram, fazia tempo que o Avaí não saia sem sofrer gols e isso é importante, esse ponto para nossa sequência", comentou o outro defensor avaiano.

Ex-Botafogo, o goleiro Renan deixou o gramado, afirmou que a equipe até esperava a vitória, mas que o empate fica de bom tamanho. Antes de ir aos vestiários, com humildade, o arqueiro lançou suas luvas e presenteou a um torcedor com síndrome de down, culminando em um belo gesto na noite paranaense.

Após 14 jogos em 46 dias, o Avaí terá tempo de descanso. Só daqui a 10 dias, no sábado (15), o Leão da Ilha enfrentará o Oeste, no estádio da Ressacada, visando mais três pontos para o crescimento na tabela da Série B. No momento, é o 12º colocado, com 19 pontos.