Na estreia de Claudinei Oliveira, Avaí busca segunda vitória seguida na Série B diante do Luverdense

Com novo técnico e com capitão Marquinhos como titular, Leão busca sequência para se afastar do Z-4, assim como o LEC

Na estreia de Claudinei Oliveira, Avaí busca segunda vitória seguida na Série B diante do Luverdense
Foto: Luis Felipe Nischor / Luverdense EC
Avaí
Luverdense
Avaí: Renan; Alemão, Fábio Sanches, Betão, Capa; Luan, Renato, Marquinhos; Tatá, Rômulo, William. Técnico: Claudinei Oliveira
Luverdense: Diogo Silva; Raul Prata, Luiz Otávio, Everton, Marlon; Jean Patrick, Ricardo, Macena. Sérgio Mota; Douglas Baggio (Alfredo), Tozin. Técnico: Júnior Rocha
ÁRBITRO: André Luiz de Freitas Castro, que será auxiliado por Fabrício Vilarinho da Silva e Marcio Soares Maciel, todos de GO
INCIDENCIAS: 22ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, SC; a partida começa às 19h15 (horário de Brasília)

Vindos de vitórias importantes contra rivais diretos após sequências ruins, Avaí Luverdense agoram buscam engatar uma série positiva para deixar a zona de rebaixamento da Série B para trás. No Leão, ainda há a expectativa da estreia do novo técnico, Claudinei Oliveira, e o retorno no ídolo e capitão Marquinhos ao time titular após se recuperar de lesão.

No primeiro turno, o jogo no Passo das Emas terminou empatado em 1 a 1, com gols de Tatá e Régis. Nos outros dois encontros entre as equipes, em 2014, duas vitórias do Luverdense: 2 a 1 na Ressacada e 3 a 0 em Lucas do Rio Verde.

Claudinei muda poucas peças, mas espera nova mentalidade

Após a demissão de Silas, após a derrota do Avaí em casa por 3 a 0 para o Bahia, o Leão visitou o Sampaio Corrêa sob comando interino de Evando e conseguiu sua primeira vitória fora de casa na Série B, por 2 a 1. Agora, com 26 pontos, o time ocupa o 14º lugar e abriu cinco de vantagem para o Z-4.

Em relação ao jogo anterior, o estreante técnico Claudinei Oliveira não deve fazer muitas alterações na escalação. Apenas a entrada de Marquinhos no lugar de Menezes e de William na vaga do suspenso Lucas Coelho. Para o treinador, a mudança que é necessária é de postura.

"Mudar atleta não é difícil, difícil é comportamento. Algumas situações que considero fundamentais eles não estavam acostumados a fazer. Não quer dizer que está certo ou errado, mas eu gosto de um jeito e eles estão acostumados com outro. Então tenho que achar um meio termo, para não ser muito agressivo, que possam se adaptar, mas que não fique mais do mesmo, que tenhamos alguma evolução do que eu penso de futebol. Vamos fazer com calma e se tiver que mudar, vamos mudar, mas também temos que respeitar o histórico da última partida, não tínhamos vencido nenhuma fora de casa, o Evando foi lá e conseguiu", explicou.

Sobre o meia Marquinhos, que fez uma cirurgia no joelho em novembro de 2015 e deve fazer seu primeiro jogo como titular desde então, o técnico disse que espera contar com o jogador por pelo menos metade do jogo.

"Com relação ao Marquinhos, conversamos, ele se sente apto, foi validado (pelo departamento médico e de fisioterapia) que ele tem condições de jogar pelo menos 45 minutos. A ideia inicial é começar com o Marquinhos e deve ser o que vai acontecer. Vamos testar algumas mudanças de atletas e comportamento", disse.

O Avaí ainda sofre com vários desfalques. Além de Lucas Coelho, suspenso, Claudinei Oliveira não poderá contar com o zagueiro Gabriel, que está com a Seleção sub20, além do zagueiro André Santos, do lateral João Paulo e dos volantes Renan e Lucas de Sá.

Sem tempo na treinar, Júnior Rocha aposta na conversa

Após oito jogos sem vitória, o Luverdense goleou o Bragantino por 4 a 0 na última rodada, resultado importantíssimo, já que o Braga ocupava a 17ª colocação e, assim, o LEC chegou a 28 pontos, abriu sete para o Z-4 e subiu para a 12ª colocação.

O técnico Júnior Rocha terá dois problemas para escalar a equipe. Curiosamente, os dois desfalques são ex-jogadores do Avaí: o lateral-esquerdo Paulinho, que foi expulso na rodada passada, e o atacante Hugo, que fez três gols contra o Bragantino, mas está suspenso. 

Sem muito tempo para descansar, já que o time entrou em campo no sábado (27), Júnior Rocha aposta em boas orientações para conseguir outro resultado positivo.

"Jogamos no sábado, no domingo viajamos para Cuiabá e na segunda já embarcamos para Florianópolis. Agora é recuperar os atletas, uma boa alimentação, vitaminas, pois teremos jogos complicados. É partida atrás de partida, mas não temos do que reclamar. Estamos em um campeonato que muitos times querem disputar. A parte tática vamos ajustando na conversa, mas o que tinha para fazer já foi feito. Tivemos um bom tempo somente para treinar. Agora é com eles em campo", afirmou à TV Centro América.