Avaí tenta aproveitar boa fase para acabar com freguesia e ultrapassar rival Criciúma

No confronto direto, Tigre venceu as três em 2016 e não perde desde 2013

Avaí tenta aproveitar boa fase para acabar com freguesia e ultrapassar rival Criciúma
Foto: Caio Marcelo/Criciúma EC
Avaí
Criciúma
Avaí: Renan; Luiz Gustavo, Betão, Gabriel, Capa; Judson, João Filipe, Renato, Marquinhos; Rômulo, Lucas Coelho. Técnico: Claudinei Oliveira
Criciúma: Luiz; Paulo Cezar, Ferron, Diego Giaretta. Marlon; Barreto, Felipe Guedes, Douglas Moreira, Alex Maranhão; Roberto (Niltinho), Jheimy. Técnico: Roberto Cavalo
ÁRBITRO: Ricardo Marques Ribeiro, que será auxiliado por Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer, todos de MG
INCIDENCIAS: 24ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, SC; a partida começa às 16h

Colados na tabela, Avaí Criciúma se enfrentam pela quarta vez no ano, dessa vez tentando uma aproximação ao G-4 da Série B. O Leão vem em boa fase, com três jogos de invencibilidade, enquanto o Tigre só venceu um dos últimos seis jogos e pode surpreendentemente ser ultrapassado pelo rival se perder na Ressacada.

O retrospecto recente é favorável ao Criciúma. Nos três jogos deste ano, foram três vitórias do Tigre. No primeiro turno da Série B, 1 a 0, com gol de Gustavo. O Avaí não vence o rival desde 2013 e, nesse período, foram dois empates e quatro vitórias do Tricolor. No história geral, a vantagem também é grande para o Tigre, que tem 79 vitórias, contra 56 do Leão e outros 48 empates.

Avaí tem mudanças por suspensão, mas quer manter embalo

Depois de passar por fases do campeonato próximo da zona de rebaixamento, o Avaí conseguiu engatar bons resultados e se aproximar da parte de cima da tabela. Na última rodada, o Leão ficou no 0 a 0 com o Ceará, fora de casa, e chegou aos 30 pontos, da 12ª posição. Uma vitória no clássico deste sábado (10), pode levar o time até o 8º lugar.

Em relação à partida anterior, o técnico Claudinei Oliveira terá três desfalques por suspensão. O lateral Alemão, o zagueiro Fábio Sanches e o volante Luan estão fora. Em seus lugares, Luiz Gustavo fará sua estreia, Gabriel volta ao time titular após período na Seleção Sub-20 e Judson será o outro titular em time já confirmado pelo treinador.

Claudinei Oliveira, sobre o retrospecto no confronto direto com o Criciúma este ano, espera um fim diferente para tirar o peso dos atletas e continuar com a arrancada na competição.

"Os jogadores sabem, tem atleta que viveu as três derrotas esse ano. Não dá para reescrever o passado, vamos fazer um final diferente. É meu primeiro jogo, não tenho essa carga contra o Criciúma, mas quero acabar com isso e tirar ele peso dos jogadores. Todo jogo, desde que eu cheguei aqui, é decisivo. Estamos no segundo turno, não tem como recuperar mais. Então sempre temos que entrar como se fosse uma decisão. A gente tem que buscar o conforto na tabela e ele só vem com vitórias", disse.

Com dúvida no ataque, Criciúma quer retomar bons resultados

Durante grande parte do campeonato, o Criciúma esteve rondando o G-4, mas, os últimos resultados levaram o time para o 9º lugar, com 31 pontos, sete atrás do grupo de acesso. Com apenas uma vitória nos últimos seis jogos, o último dessa sequência um empate em 1 a 1 com o CRB em casa, o Tigre pode terminar a rodada até na 13ª posição.

O técnico Roberto Cavalo ganhou uma dúvida de última hora para escalar o time. O atacante Roberto, ex-Avaí, sentiu dores na coxa e talvez não tenha condições de ser titular na partida na Ressacada.

"Nesse momento existe uma preocupação com o Roberto. Passa uma certa dúvida. Se não tiver condições de jogar no seu máximo, a gente vai pensar em outro. Mas eu quero pensar um pouco mais", explicou o treinador.

As opções testadas para a vaga de Roberto foram Niltinho e Adalgiso Pitbull. Por outro lado, Cavalo terá o retorno do zagueiro Ferron, que se recuperou de dores lombares e entra na vaga de Raphael Silva, suspenso. O lateral-esquerdo Marlon também volta ao time após um período de treinos com a Seleção Brasileira.