Atlético-GO e Avaí se enfrentam em duelo direto pela ponta da Série B

Apesar de evitar falar de título, Dragão ocupa a ponta e recebe o Leão, melhor time do returno e que não perde há nove rodadas

Atlético-GO e Avaí se enfrentam em duelo direto pela ponta da Série B
Foto: Jamira Furlani/Avaí FC
Atlético-GO
Avaí
Atlético-GO: Kléver; Matheus Ribeiro, Ricardo Silva, Marllon, Romário; Pedro Bambu, Michel; Jorginho, Luiz Fernando, Gilsinho; Júnior Viçosa. Técnico: Marcelo Cabo
Avaí: Renan; Alemão, Betão, Gabriel, Capa; Luan, Caio César, Renato, Diego Jardel; Rômulo, Vitor. Técnico: Claudinei Oliveira
ÁRBITRO: Gilberto Rodrigues Castro Junior, que será auxiliado por Marlon Rafael Gomes de Oliveira e Ricardo Bezerra Chianca, todos de PE
INCIDENCIAS: 30ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2016, no Estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia, GO; a partida começa às 16h

Com apenas uma derrota para cada lado no segundo turno, Atlético-GO Avaí fazem um confronto direto pelo acesso e também pela liderança da Série B. O Dragão tem a terceira melhor campanha do returno e lidera o Campeonato com 52 pontos. Quatro a frente do Leão, 3º colocado e melhor time disparado no segundo turno, com 25 pontos conquistados em 30 possíveis, vindo de seis vitórias seguidas e a quatro jogos sem tomar gols.

No primeiro turno, o jogo terminou empatado em Floripa em 1 a 1. Magno Cruz abriu o placar para o Atlético e Rômulo empatou. Na história, foram onze encontros, com cinco vitórias do Avaí, três do Dragão e três empates.

Sem 'fantasma' no estádio, Atlético quer manter cabeça no acesso

Depois de um susto em casa, levando empate do vice-lanterna Joinville no último minuto, o Atlético-GO venceu confronto direto com o CRB, fora de casa, por 2 a 1 e tirou a ponta da Série B do Vasco pela primeira vez em todo o campeonato. Com 52 pontos, o time começou a rodada com sete pontos de vantagem para o 5º colocado.

O técnico Marcelo Cabo, apesar da liderança, ressalta que o objetivo principal do Dragão é o acesso e que ainda há muito o que conquistar para garantir o retorno do time à Série A.

"Aqui está proibido falar de título. Temos que focar na meta do acesso. Ainda temos muita estrada para percorrer. Deixa essa alegria e essa euforia para a torcida. Aqui dentro só falamos na possibilidade de acesso, que ainda está muito distante. Temos  ainda que ter os pontos necessários. Depois, sim. Se o acesso vier, vamos buscar o título, que também seria muito importante", analisou em entrevista ao Globoesporte.

Na primeira partida em sua nova casa, o Estádio Olímpico, o Atlético-GO sofreu empate nos acréscimos contra o Joinville. Apesar da lembrança inicial ruim, o atacante Júnior Viçosa afasta a possibilidade de trauma e espera novamente bom público para apoiar o Dragão.

"Não ficou nenhum receio. É uma coisa que acontece, já aconteceu no Serra. Faz parte. Em campo, qualquer um pode errar. A gente fez um bom jogo, controlou bem a partida, fez o gol, mas no final aconteceu aquele lance. Achei legal o apoio da torcida, espero que possa estar lotado de novo", disse.

O técnico Marcelo Cabo terá os desfalques do zagueiro Lino e do meia Magno Cruz, machucados, além do meia Marquinho, suspenso. Por outro lado, Cabo conta com o retorno de Jorginho, que cumpriu suspensão contra o CRB.

Avaí precisa superar desfalques até do técnico para manter invencibilidade

A arrancada do Avaí no segundo turno teve mais um capítulo na última terça-feira (4), quando bateu o Goiás por 2 a 0, na Ressacada. Essa foi a sexta vitória seguida - coisa que o time não conseguia desde 2008 e a nona partida seguida sem derrota. Com 48 pontos, o time iniciou a rodada na 3ª posição e precisa de ao menos um empate para se manter no G-4.

O técnico Claudinei Oliveira, um dos grandes responsáveis pela grande fase do time e invicto no comando do Avaí, não estará na beira do gramado neste sábado (8). O treinador foi expulso na última rodada e será substituído por Evando, auxiliar técnico. Claudinei destacou a capacidade do assistente e acredita que a forma do time jogar vai permanecer mesmo sem sua presença.

"Eu vou com o pessoal, viajar junto, participar da preleção e ali vamos para o jogo. Eu consultei o pessoal do jurídico, vou me informar se eu posso ir ao estádio para assistir ao jogo. No vestiário sei que não posso ir e não vou participar. Fui expulso por não ter feito nada, então vou cuidar para não aumentar a punição. Mas o grupo tem muito respeito pelo Evando, é uma liderança positiva. E a ideia é que todos os jogadores entendam a forma de jogar dentro de campo e dependa menos da nossa presença no gramado, então é importante isso", afirmou.

O Avaí terá que lidar com desfalques para encarar o líder. O zagueiro Fábio Sanches, com edema na coxa, o meia Marquinhos, poupado, não viajaram e o atacante Lucas Coelho, com problema no ombro, também está fora. Já o volante João Filipe está suspenso. Assim, Vitor será mantido no ataque e Gabriel, Diego Jardel e Caio César entram no time titular do Leão.