Claudinei dá ênfase para gramado desfavorável e avalia dificuldades para alcançar a vitória

Em meio a um gramado ruim e um Hercílio Luz perdido defensivamente, o Avaí carimbou o placar em 1 a 0 com tento de Martinuccio na segunda etapa

Claudinei dá ênfase para gramado desfavorável e avalia dificuldades para alcançar a vitória
Foto: André Palma Ribeiro/ Avaí. F.C

Com dificuldades de reagir em meio a um gramado desfavorável, o Avaí precisou de muita força física para superar as precárias condições do Aníbal Torres. Destaque para o time visitante que viu o Hercílio Luz complicar-se em meio a pressão ofensiva imposta pelo leão da ilha.

Embora não tenha sido uma partida brilhante, Claudinei Oliveira defende seus comandados, dá ênfase para belo resultado e, não poupa críticas às péssimas condições do estádio adversário, o qual, segundo ele, acabou atrapalhando o decorrer da partida. 

"Demoramos a acertar, mas fomos nos adaptando, a condição do gramado não é o ideal. Isso não tira o mérito do Hercílio, a Federação tinha que ter um padrão, além da dimensão, que não tem 68 metros, é maior. Os clubes do interior precisam de ajuda também para melhorar o gramado. Vai ser difícil vencer o Hercílio aqui, fizemos três pontos com superação e vamos felizes para Florianópolis", destacou.

O treinador azurra deu destaque para um momento de evolução ofensiva em sua equipe no catarinense. No primeiro embate do certame, equipe perdeu por 1 a 0 para o Inter de Lages, porém logo assegurou uma sequencia de vitórias, por  2  a 1 e 1 a 0, diante de Joinville e Hercílio Luz, respectivamente.

"A gente tem sempre que procurar evolução, você conseguir isso com vitórias, é melhor. A gente está procurando evoluir, melhorar, ser mais ofensivo. Talvez fosse mais fácil jogarmos de maneira reativa, mas resolvemos arriscar", analisou.

"Temos o Marquinhos, o Moritz, o Beltrán, que ainda não está 100%. Estamos escalando o time leve, mas encarando gramados pesados. Queremos fazer um time mais ofensivo e vamos tentar implantar e fazer os jogos", completou.

No confronto também ocorreu a estréia do do atacante Rafinha que, apesar da situação, teve destaque pelo leão da ilha. Contudo, técnico preferiu avalia-lo em outra ocasião para que possa fazer uma analise mais justa de seu desempenho.

"Para sermos mais justos com o Rafinha, vamos analisar em um campo mais favorável. É um jogador interessante, leve, mas o campo não favorece os jogadores leves. Quando tivermos um jogo em campo com melhores condições, ele vai nos ajudar ainda mais."

O Avaí soma seis pontos e está na quarta colocação do catarinense. Na próxima rodada disputará clássico diante do Figueirense - o duelo está marcado para o domingo (28), às 17h, na Ressacada.