Após vitória do Bahia, Doriva defende atacante Zé Roberto das críticas: "Tem que ter paciência"

Jovem revelado pelo Tricolor de Aço foi criticado no meio de semana depois de perder muitos gols, porém hoje foi fundamental na vitória do seu time marcando dois gols

Após vitória do Bahia, Doriva defende atacante Zé Roberto das críticas: "Tem que ter paciência"
Foto: Felipe Oliveira/Divulgação EC Bahia

Na noite deste sábado (15), o Bahia recebeu o Avaí e venceu por 2 a 1, se aproveitando também de expulsão ainda no primeiro tempo do Alemão, atleta do time visitante. Os dois gols que garantiram a vitória dos baianos foram marcados por Zé Roberto, atacante revelado pelo Tricolor de Aço, o que deixou o técnico Doriva bem feliz. Respondendo às críticas da torcida direcionadas ao atleta de 22 anos, o treinador falou que todos têm de ter paciência com os jovens jogadores, valorizando o trabalho da base do time da Fonte Nova.

No meio de semana, Zé Roberto recebeu palavras negativas por parte dos torcedores do Bahia após perder muitos gols na partida contra o América-MG pela Copa do Brasil. A partida terminou em 0 a 0 e foi válida pela ida da segunda fase da competição, fora de casa, o que deixou essa parte da torcida mais enfurecida, visto que um gol poderia ser importante neste tipo de situação. Defendendo o atacante, Doriva pediu que a torcida dê tempo aos jovens, porque com o tempo eles vão amadurecendo, lembrando que todos os jogadores perdem gols.

“Todos os jogadores precisam de ter confiança para render e ele [Zé Roberto] tem muita confiança. O Zé [Roberto] tem muita personalidade e o fato dele ter perdido gols contra o América-MG não muda nada, porque todo mundo perde gols. Acabou sendo infeliz no jogo do meio de semana e agora conseguiu fazer belos gols. Temos que ter paciência com esses jovens jogadores. O Bahia faz um excelente trabalha na base, por isso temos que valorizar isso [o trabalho] e eles [os jogadores]. Confiança e paciência é vital para o amadurecimento”, afirmou o ex-Vasco.

Falando sobre o jogo em si, o treinador se mostrou satisfeito com a vitória, apesar de ter reconhecido que a equipe poderia ter aproveitado mais a situação de ter um a mais por boa parte do embate. "É sempre bom começar vencendo, claro, só que poderíamos ter feito mais, aproveitado melhor as chances que criamos. Apesar da vitória, fica a lição de que deveríamos ser mais contundentes. Vou cobrá-los", enfatiza.