Bahia é mais eficiente, vence no Serra Dourada e amplia fase ruim do Goiás

Equipe nordestina capitaliza melhor suas chances no jogo e consegue importante triunfo longe de seus domínios.

Bahia é mais eficiente, vence no Serra Dourada e amplia fase ruim do Goiás
Foto: Divulgação/EC Bahia
Goiás
0 2
Bahia
Goiás: Renan; Higor Leite (Sueliton, min. 65), Wesley Matos, Anderson Salles, Jefferson; Ramires, Wendel, Léo Sena (Cassiano, min. 46), Thalles (Jhon Cley, min. 71); Rossi e Rafhael Lucas. Técnico: Enderson Moreira
Bahia: Marcelo Lomba; Tinga, Lucas Fonseca, Jackson, Moisés; Feijão, Danilo Pires, Juninho, Renato Cajá (Régis, min. 64); Luisinho (Thiago Ribeiro, min. 65) e Hernane (João Paulo, min. 81). Técnico: Doriva
Placar: 0-1, min. 19, Renato Cajá. 0-2, min. 87, Thiago Ribeiro
ÁRBITRO: Árbitro: Célio Amorim (SC) Cartões Amarelos: Goiás: Ramires (min. 32), Wesley Matos (min. 54) Bahia: Jackson (min. 40), Renato Cajá (min. 52)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016

Nessa terça (7) o estádio Serra Dourada em Goiânia foi o local do encontro pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2016 entre Goiás e Bahia. Num jogo fraco tecnicamente e de poucos momentos de real perigo para ambos times, o Tricolor foi mais eficaz e teve o brilho de Renato Cajá e a eficiência de Thiago Ribeiro para fazer 2 a 0 fora de casa contra o esmeraldino.

Com a vitória o tricolor baiano chegou aos 14 pontos e está em terceiro lugar no campeonato. Já o Goiás estaciona nos cinco pontos e fica em situação delicada na tabela e está em 17º lugar.

Na próxima rodada o Goiás recebe novamente em casa o Oeste na sexta (10), às 20h30. Já o Bahia joga em Pituaçu às 19h15 contra o CRB, no mesmo dia.

A primeira real oportunidade de perigo foi do Goiás que teve Thalles após passar pela marcação de Lucas Fonseca avançou e soltou um forte chute de canhota, mandando perigosamente próxima a meta. A resposta visitante veio em grande estilo com Renato Cajá aproveitando saída de bola errada de Renan, matando no peito e, sem deixar a pelota pingar no chão, marcou um golaço para abrir o placar.

As chances continuaram esparsas e uma nova oportunidade só ocorreu para os esmeraldinos aos 35 minutos, quando Anderson Salles fez excelente cobrança de falta e mandou no travessão por pouco não empatando o cotejo. Na última ocasião da etapa em jogada de bola parada, a bola chegou em Rafhael Lucas que finalizou rápido, porém bateu pra fora e o placar com a chegada do intervalo foi mesmo de 1 a 0.

Após a volta do intervalo, logo com quatro minutos Danilo tabelou bem com Renato Cajá e apareceu livre para arrematar, porém não teve a execução esperada na hora de finalizar e dessa forma acabou mandando longe do gol. A resposta esmeraldina foi imediata e aos seis minutos chegou com Rossi, que bateu de primeira e mandou pra fora. 

Depois disso o jogo caiu de ritmo novamente e ambos os conjuntos não conseguiam criar boas oportunidades em campo, além de errarem muitos passes na hora de articular jogadas. Até que aos 30 minutos após saída equivocada de Marcelo Lomba, a pelota sobrou em Rafhael Lucas que aproveitou a ausência do arqueiro e chutou para a meta onde estava Tinga, que salvou em cima da linha.

Na reta final os baianos mataram o jogo aos 42. Régis foi derrubado por Renan na área e foi marcado o pênalti. Thiago Ribeiro foi para a cobrança e dobrou a vantagem. Nos últimos instantes ainda houve tempo para Marcelo Lomba fazer duas boas intervenções e garantir a vitória por 2 a 0 do Tricolor no Serra.