Londrina marca golaço no fim, vence Bahia e conquista primeira vitória fora de casa

Com muitos erros e falta de eficiência, o Bahia foi derrotado e deixou o G-4 do Brasileirão série B

Londrina marca golaço no fim, vence Bahia e conquista primeira vitória fora de casa
Bahia perde sua primeira partida em casa (Foto:Divulgação/Bahia)
Bahia
1 2
Londrina
Bahia: Marcelo Lomba, Tinga, Jackson, Lucas Fonseca e João Paulo; Régis e Juninho; Danilo Pires, Thiago Ribeiro e Hernane. Técnico: Doriva.
Londrina: Marcelo Rangel; Igor Bosel, Matheus, Luizão e Léo; Germano, Rafael Gava e Rondinelly; Zé Rafael, Jô e Itamar. Técnico: Claudio Tencati.
INCIDENCIAS: Partida válida pela 10° rodada do Brasileirão Série B, a ser realizada na Arena Fonte Nova

Bahia e Londrina foram a campo pela décima rodada do Brasileirão Serie B, neste sábado(18), na Arena Fonte Nova. E, se por um lado o Bahia buscava a vitória para se manter firme no G-4, por outro, o LEC buscava subir na tabela e ficar ainda mais longe da temível zona da degola.

Com a derrota por 2 a 1, a equipe bahiana deixou a zona de conforto e está na quinta colocação, enquanto a paranaense se encontra atualmente na nona com um ponto a menos do próprio Bahia. O LEC carimbou sua primeira vitória fora de casa e o Tricolor, por sua vez, sua primeira derrota em seus domínios.

Primeiro tempo com domínio paranaense

Mal começa a partida e já em seu primeiro tento, aos 50 segundos, Zé Rafael recebe bela jogada de calcanhar de Itamar e a bola vai parar no fundo do gol do Bahia, defendido por Marcelo Lomba. Até então, a redonda passeava pelos dois lados do campo e, em ambos, levava bastante perigo.

Contudo, apesar das jogadas bahianas, o Londrina era o dono do jogo e dava muito trabalho a equipe mandante. Tanta é a pressão que o Bahia foi obrigado a recuar e buscar um lance nos contra ataques.

Equipe paranaence chega mais uma vez com um belo chute do meio da rua, o qual desviou na defesa, assim, trazendo muito perigo para Lomba. Londrina segue firme na marcação e Itamar é o responsável por todas as jogadas de ataque até aqui criadas e, por sinal, criadas com muita eficiencia.

O jogo se inverte, o Bahia tenta atacar de tudo que é modo, mas não consegue, é vítima da avassaladora defesa paranaense que fez uma ótima atuação. Juninho tenta quebrar o contra ataque criado pelo adversário e acaba levando cartão amarelo.

O Bahia segue criando jogadas que mal conseguem passar do meio de campo, quando, aos 19min de partida, Régis recebe jogada na entrada da área, concede o passe, porém seu companheiro de ataque não alcança a redonda.Com muita eficiencia em suas jogadas, o Londrina começa a preocupar o técnico Doriva que vê sua equipe com menos de 30min de jogo, estar atrás no placar.

Com essa vitória o londrina vai chegando a nona colocação, enquanto o Bahia continua na terceira. Falta na entrada da área para o Bahia, Juninho vai em direção a redonda e faz um golaço na gaveta, seu primeiro gol de falta pelo Bahia, aos 26min.

O jogo recomeça, cobrança de lateral para o londrina, a bola viaja pela área e vai para fora, sem nenhuma ameaça. As duas equipes se asseguram na marcação e buscam um tento através de contra ataques. Lucas Fonseca e Itamar discutem e geram a maior confusão na Arena fonte Nova, cartão amarelo para os dois.

O técnico Doriva pede pressa aos seus comandados, os quais pareciam um tanto acomodados na partida. Nesse momento, o jogo é trabalhado apenas no meio de campo, quando saem do meio, ambas equipes não conseguem aproveitar.

Escanteio para o Bahia, lance perigoso, mas a zaga paranaense estava pronta para dar o corte. Juninho tenta de bicicleta do meio da rua, talvez se fosse de mais perto da pequena área surtiria efeito. 45min de jogo, mais 2 de acréscimos e o resultado já não podia ser alterado, pelo menos no primeiro tempo, Bahia 1-1 Londrina.

Segundo tempo marcado pela falta de atenção e efetividade bahiana

Começa a etapa complementar e as equipes continuam as mesmas da primeira etapa. O jogo começa um tanto cadenciado, as duas equipes parecem não se encontrar em campo e perdem muitas jogadas, sendo vítimas de muitos erros individuais.

Régis deixa o torcedor de pé na Arena Fonte Nova quando, aos 9min, chegou frente a frente com o goleiro e, para infelicidade do torcedor, chutou na bera da trave, quase que o Bahia amplia o placar em seus domínios.

A equipe bahiana pressionava a saída de bola paranaense e mesmo assim conseguia chegar firme na frente, com jogadas lá e cá, um belo segundo tempo estava sendo desenhado para esse confronto. 

Juninho vai para a cobrança de mais uma falta a pedido de Doriva, pega bem na redonda, porém Lucas Rangel estava lá para fazer a defesa. Matheus sente e cai sozinho no gramado, Anderson entra para reçorçar a zaga paranaense.

Com esse empate, o Londrina com certeza volta para casa muito mais feliz que o Bahia. E, o técnico Doriva continua muito impaciente com seus comandados, os quais até melhoraram nesta etapa complementar, porém não o bastante para carimbar o resultado.

Torcedor não se mostrando muito satisfeito com o placar até aqui estabelecido, começa a cobrar seus atletas através de muitas vaias. Em um novo contra ataque, Zé Roberto recebe passe de Danilo Pires, acaba diminuindo a velocidade, até tenta o cruzamento, mas a bola vai parar em cima de Léo Pelé, para a vaia do torcedor bahiano.

Gol do Londrina. Em uma falha da defesa mandante, Itamar partiu, se livrou fácil da marcação e da um belo passe para Jô que, sem nenhuma marcação, faz o segundo gol do londrina no jogo.

6 min de acréscimos e doriva começa a ser ovacionado pelo torcedor, o qual grita "Adeus, Doriva" na Arena Fonte Nova e a impaciência do Bahia pelo resultado acaba acatando em sua própria perdição. Final de jogo, Bahia 1, Londrina 2.