Brasil de Pelotas bate Bahia com gol no fim e volta a se aproximar do G-4

Em final de partida espetacular, Xavante vence e sobe na tabela, Bahia perde a 4ª partida seguida

Brasil de Pelotas bate Bahia com gol no fim e volta a se aproximar do G-4
Fonte: Bahia/Divulgação
Brasil - PEL
Bahia
Brasil - PEL: Eduardo Martini; Weldinho, Teco, Leandro Camilo e Marlon; Washington, Leandro Leite e Diogo Oliveira (Clébson, min. 45); Marcos Paraná (Nathan, min. 70), Ramon (Nena, min. 87) e Felipe Garcia.
Bahia: Marcelo Lomba; Danilo Pires, Éder, Lucas Fonseca e Moisés; Feijão, Juninho (Gustavo Blanco, min.78), Renato Cajá, Régis e Luisinho (João Paulo Penha, min. 65); Thiago Ribeiro (Zé Roberto, min. 56).
Placar: 1-0, min. 55, Felipe Garcia. 1-1, min 87, Marlon (contra). 2-1, min. 90+3, Teco.
ÁRBITRO: IGOR JUNIO BENEVENUTO (MG), AUXILIADO POR BRENO RODRIGUES (MG) E ANDRE LUIZ SEVERO (PR). Cartões Amarelos: Leandro Leite (min. 5), Juninho (min. 30), Éder (min. 39), Luisinho (min. 40), Lucas Fonseca (min. 61), Moisés (min. 83)
INCIDENCIAS: Estádio Centenário, Caxias do Sul-RS. 12ª Rodada Campeonato Brasileiro Série B

A fria noite da sexta-feira em Caxias do Sul foi o cenário onde Brasil de Pelotas e Bahia jogaram pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, com duas etapas bem distintas uma da outra, a equipe gaúcha soube fazer o mando de campo valer a pena e venceu por 2 a 1.

Com a vitória o Xavante chega á 19 pontos e ocupa a 7ª colocação, a equipe gaúcha volta a jogar na terça feira no interior do Paraná contra o Londrina. O Bahia que permanece com 17 pontos agora soma quatro derrotas seguidas tentará a reabilitação terça contra o Oeste em casa, em partida que deverá marcar a estreia do treinador Guto Ferreira.

A partida teve dois tempos bem distintos um do outro, o Bahia teve as melhores oportunidades no primeiro tempo, aproveitando o fato da partida ser realizada praticamente em campo neutro, já que, o Brasil teve que realizar a partida no estádio Centenario, pois seu estádio, Bento Freitas, passa por reformas. A segunda etapa foi marcada por completo domínio gaúcho que soube transformar as oportunidades criadas em gols e vitória.

Bahia começa pressionando mas gol não sai, Xavante equilibra jogo na raça

Os visitantes dominaram completamente os minutos iniciais em Caxias do Sul, em 16 minutos a equipe do Bahia finalizou seis vezes, sendo três com muito perigo. As três finalizações sairam dos pés de Luizinho, na primeira o jogador baiano parou na boa defesa de Eduardo Martini, na segunda tentativa o meia tabelo com Thiago Ribeiro e chutou cruzado, a bola passou raspando a trave. A última tentativa de Luizinho nos primeiro minutos parou novamente em Eduardo Martini, após um chute de primeira que exigiu reflexo do goleiro Xavante.

A primeira finalização dos donos da casa saiu apenas aos 24 minutos em um chute de fora da área de Marcos Paraná onde Marcelo Lomba acompanhou a jogada. Com o tempo o Brasil de Pelotas conseguiu equilibrar a partida e neutralizar o ataque baiano. A equipe de Pelotas novamente ameaçou o gol baiano com Felipe Garcia aos 41 minutos, o atacante Xavante acabou disperdiçando o gol praticamente na pequena área.

Os 45 minutos iniciais mostrou muitas jogadas brigadas, na base da força e da raça, pouco se viu de jogadas técnicas depois da pressão inicial baiana, claramente o Brasil sentia a falta do Bento Freitas. 

Brasil domina segunda etapa que reservou um final eletrizante com gol no último lance 

Vinte e três segundos, foi o tempo necessário para o Brasil de Pelotas quase abrir o placar com Clébson que  havia entrado no intervalo da partida, o jogador chutou forte obrigando Marcelo espalmar a bola. Com o jogo mais aberto o Bahia respondeu aos dois minutos com Moisés que de fora da área obrigou Martini a fazer uma grande defesa.

Aos 10 minutos pintou o gol do Xavante, em contra ataque a bola sobra para Ramon chutar de fora da área, Marcelo Lomba soltou a bola para o meio da área onde Felipe Garcia de carrinho anotou o gol para os gaúchos. Foi o sexto gol do atacante Xavante dos dez que o Brasil havia feito até então no Campeonato.

Melhor na partida o Brasil de Pelotas desperdiçou algumas chances para ampliar o placar, aos 26 minutos Teco aproveitou confusão na área e finalizou, a bola caprichosamente tocou na trave. Aos 28 minutos o Brasil novamente chegou muito próximo do gol, Nathan cruzou na cabeça de Ramon que finalizou com muito perigo. A blitz gaúcha continuou, aos 30 minutos após cobrança de escanteio, Marcelo Lomba saiu errado a bola sobrou para Washington que chutou para fora.

Grande responsável pela mudança no panorama da partida, Clébson quase fez o segundo gol do Brasil em um chute cruzado que assustou Marcelo aos 36 minutos. De tanto perder oportunidades o Brasil acabou sendo castigado, aos 42 minutos Moisés cruzou, Eduardo Martini desviou na bola e Marlon acabou marcando contra, 1 a 1.

O Brasil não se abateu com o gol sofrido e continuou pressionando o Bahia, aos 45 minutos Felipe Garcia recebeu livre na entrada da área e finalizou pra fora, perdendo uma chance incrível. Mas nos acréscimos, aos 48 minutos, quando tudo se encaminhava para o empate, o Brasil lançou a bola na área e Teco subiu sozinho e fez o gol da vitória muito festejada pelos Xavantes.